TOPO

“Países que os brasileiros podem conhecer sem passaporte”

Quem planeja uma viagem internacional logo se depara com aquela etapa de pensar nos trâmites que envolvem documentos, certo? Bom, nem sempre. Em alguns destinos, o procedimento de entrada pode ser mais simples do que você imagina. Além da dispensa de vistos, há países que não precisam de passaporte.

Na grande maioria do território que compõe a América do Sul é possível entrar apresentando apenas o RG. A regra só não vale para a Guiana, Guiana Francesa e Suriname. Ao todo, são 9 países cheios de belezas e encantos, prontos para surpreenderem os viajantes brasileiros.

Neste artigo você vai saber mais sobre a não exigência do passaporte e conhecer melhor cada um destes países.

Preparado para adicionar alguns novos cenários na sua lista de desejos? Então vamos lá!

Países em que os brasileiros podem entrar sem passaporte

Antes de tudo, é interessante entender quais são os requisitos para a entrada dos brasileiros nos destinos em questão. Se o passaporte é dispensado, qual documento de identidade deve ser utilizado?

Para esta pergunta, a resposta ideal é sempre o RG. E mais: é importante que ele seja relativamente atual e esteja em bom estado. Ou seja, que tenha sido emitido há menos de 10 anos, contendo foto em boas condições e de reconhecimento fácil.

Nada de carteira de trabalho ou de habilitação (CNH)! Esses e outros documentos não são aceitas para tal finalidade.

Também é legal estar atento quanto às conexões aéreas. Se o seu voo fizer escala em algum país que não faz parte desse grupo, a apresentação do passaporte se torna necessária. Verifique este detalhe com antecedência.

Lembrando que a isenção do documento não libera outras comprovações às vezes pedidas. Como o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia, por exemplo.

Agora, confira para onde viajar sem passaporte:

Argentina

Países em que os brasileiros podem entrar sem passaporte: Argentina

Que tal assistir a uma apresentação de tango em Buenos Aires?

Tango, alfajor, paixão por futebol… Nossos “hermanos” carregam uma identidade toda própria. Tantas tradições e características marcantes tornam a viagem pela Argentina uma experiência riquíssima.

Na capital, Buenos Aires, atrações não faltam. Lá dá para conhecer desde uma das livrarias mais bonitas do mundo (a El Ateneo) até o Caminito, um verdadeiro museu a céu aberto, cheio de cor. Passear pelo boêmio bairro San Telmo ou pelo nobre Recoleta são outras ações que valem entrar no roteiro.

Os admiradores da natureza ainda encontram na Argentina opções únicas. Como Ushuaia, conhecida como a cidade mais austral do planeta e localizada bem no coração da Patagônia. Ou então a província de Jujuy, lar do peculiar Cerro de los Siete Colores.

Regras para entrada na Argentina devido ao COVID-19:

Atualmente está autorizada a entrada de brasileiros na Argentina mediante o cumprimento dos seguintes critérios:

Confira aqui as informações atualizadas.

Bolívia

Países em que os brasileiros podem entrar sem passaporte: Bolívia

O cenário inexplicável do Salar de Uyuni

Mais uma opção de entrada sem passaporte, a Bolívia consegue unir paisagem e história de uma forma impressionante. Ali o turista pode ter contato com visuais de tirar o fôlego, além de ser apresentado a lugares que remetem ao período pré-colombiano.

Entre seus atrativos, o Lago Titicaca merece destaque. Sítios arqueológicos e parques nacionais também têm vez. No Parque Nacional de Torotoro são encontradas pinturas rupestres e até pegadas de dinossauros. E o que dizer do famoso Salar de Uyuni? O maior deserto de sal do mundo fascina com seus panoramas nunca vistos em nenhuma outra parte.

Em La Paz, aproveite para conhecer a Calle Jaén, os mirantes e o Valle de La Luna.

Regras para entrada na Bolívia devido ao COVID-19:

A fronteira terrestre entre Brasil e Bolívia atualmente está fechada para a entrada de turistas. Neste momento, somente as entradas por via aérea estão autorizadas.

Para entrar na Bolívia por via aérea, é necessário:

  • Apresentar PCR negativo, realizado há menos de 72 horas antes do embarque; e
  • Comprovar a contratação de seguro saúde internacional que cubra eventual tratamento de COVID-19.

Confira aqui as informações atualizadas.

Chile

Países em que os brasileiros podem entrar sem passaporte: Chile

E que tal um trekking no Parque Nacional Torres del Paine, na Patagônia Chilena?

Uma palavra que define bem o Chile é versatilidade. Cheio de possibilidades, o país consegue agradar quem curte cidades grandes, praias, montanhas, dias de calor e dias de frio.

Santiago, a capital, é dona de pontos turísticos como o Palácio de La Moneda, Cerro San Cristóbal e La Chascona, casa do poeta Pablo Neruda. Assistir ao pôr do sol no Sky Costanera e caminhar à noite pelo Barrio Lastarria são outras atividades imperdíveis. Em um curto trajeto também dá para chegar a Cajón del Maipo; ou admirar o Oceano Pacífico em Viña del Mar e Valparaíso.

Partindo para outras regiões chilenas nós temos o Deserto do Atacama, área recheada de atrativos naturais. Em contraste ao estilo desértico, a Patagônia Chilena, com trilhas e contemplações que enchem os olhos aventureiros.

Regras para entrada no Chile devido ao COVID-19:

Brasileiros que desejem entrar no Chile devem:

  • Validar o certificado de vacinação contra COVID-19 na página mevacuno.gob.cl, com a maior antecedência possível;
  • Preencher uma declaração online em até 48 horas antes do embarque (link para o formulário: https://c19.cl/);
  • Apresentar, junto com a declaração e a validação do certificado de vacinação, um PCR negativo realizado até 72 horas antes do embarque;
  • Contratar um seguro médico com cobertura mínima de US$ 30.000;
  • Ao entrar no Chile, se manter em isolamento até que esteja disponível o resultado de um teste PCR realizado imediatamente após a entrada no país.

Os aeroportos chilenos habilitados para a entrada de estrangeiros são o Aeroporto Arturo Merino Benítez (em Santiago), o Aeroporto de Iquique e o Aeroporto de Antofagasta.

Confira aqui as informações atualizadas.

Colômbia

Países em que os brasileiros podem entrar sem passaporte: Colômbia

Depois de curtir a praia em San Andres, Cartagena te convida para fotografar suas casas coloridas e tomar um bom café colombiano

Quando pensamos na Colômbia, uma das primeiras imagens que surge em nossa cabeça é praia. E não é para menos. O caribe colombiano chama atenção pelo mar de águas cristalinas e areia clarinha. Dentro dele, um dos destinos que mais vêm fazendo sucesso é a linda ilha de San Andrés.

Mas os pontos fortes do país não param por aí. Com povo amigável, costumes alegres e diversidade, tem o poder de fazer muitos brasileiros se sentirem em casa.

A principal cidade colombiana é Bogotá. Ponto de chegada dos turistas, compensa tirar alguns dias para conhecê-la melhor. Isso significa passar pelas arquiteturas coloniais de La Candelaria; visitar o Museo Botero; e dar uma espiada nos restaurantes e bares da Zona T.

Para fechar, é impossível não citar a histórica e vibrante Cartagena das Índias. O lugar respira um clima super tropical.

Regras para entrada na Colômbia devido ao COVID-19:

Brasileiros estão autorizados a entrar na Colômbia, desde que cumpram os seguintes requisitos:

  • Apresentação do certificado de vacinação contra COVID-19 com o esquema vacinal completo há pelo menos 14 dias;
  • Menores de 18 anos estão isentos do requisito anterior, mas devem apresentar PCR negativo expedido pelo menos 72 horas antes do embarque;
  • Registro na aplicação online Ckeck-Mig.

Confira aqui as informações atualizadas.

Equador

A capital Quito, no Equador

A apenas 60 km da capital, Quito, está o imponente vulcão Cotopaxi

O Equador é mais um dos países que não precisam de passaporte. Apesar de geograficamente pequeno, é um gigante quando se trata de coisas a serem vistas e experienciadas.

Quito, a capital, tem um dos centros históricos mais bem preservados da América. Pertinho dali, a cerca de 13 quilômetros, está Ciudad Mitad del Mundo: parque que abriga um monumento responsável por representar a Linha do Equador. Quer mais atrativos pelos arredores? O Cotopaxi (terceiro mais alto vulcão ativo do mundo) é um deles.

No país também fica um Patrimônio Natural da Humanidade. É o arquipélago de Galápagos, cenário idílico que reúne uma biodiversidade difícil de descrever em palavras. Sua importância é tanta que serviu como estudo para Charles Darwin durante o desenvolvimento da teoria da evolução.

Regras para entrada no Equador devido ao COVID-19:

Turistas brasileiros em viagem para o Equador devem cumprir os seguintes requisitos de entrada:

Confira aqui as informações atualizadas.

Paraguai

Assunção, capital do Paraguai

O Palacio de los López, sede de governo da República do Paraguai, é o destaque arquitetônico de Assunción

Muitas pessoas acreditam que o turismo no Paraguai se limita às compras em Ciudad del Este. O país, no entanto, vai muito além daquela imagem que nós temos de comércio intenso e ruas lotadas. A presença guarani representa um traço cultural notável e várias outras cidades guardam elementos a serem explorados.

Em Assunción, monumentos e museus contam um pouco sobre a história do país, assim como da América do Sul em geral. É o caso do Museo del Barro, que tem em seu acervo itens de arte indígena e popular.

Na região de Encarnación, ruínas que remetem à época das Missões Jesuíticas levam a uma viagem no tempo. As principais são as de Jesús de Tavarangué. Lá se concentram um antigo templo, igreja, e até mesmo um colégio do período.

De quebra, é mais um país que nos permite entrar sem passaporte.

Regras para entrada no Paraguai devido ao COVID-19:

Os atuais requisitos para o ingresso de brasileiros a turismo no Paraguai são os seguintes:

Peru

Países que não precisam de passaporte: Peru

Machu Picchu e sua grandiosidade

O Peru dispensa apresentações. Estar no país é adentrar um universo totalmente único, lotado de cenários surreais. A começar por Machu Picchu, uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. O sítio arqueológico é um marco do império inca e recebe visitantes do mundo inteiro. As descobertas sobre a antiga civilização continuam na cidade de Cusco e em localidades vizinhas.

Lagoas, geleiras, cidades coloniais e as Linhas de Nazca são mais alguns achados que podem fazer parte da viagem. E como singularidade é algo constante em terras peruanas, que tal dar uma olhada no Oásis de Huacachina? Trata-se de um vilarejo no meio do deserto.

A capital Lima não fica para trás. Uma vez nela, siga para Miraflores e para a vida noturna do descolado Barranco.

Regras para entrada no Peru devido ao COVID-19:

Todos os turistas brasileiros que desejam entrar no Peru devem apresentar:

  • Certificado de vacinação COVID-19 comprovando a conclusão do esquema vacinal há pelo menos 14 dias antes da viagem; ou
  • Teste negativo para COVID-19 (CRISPR, HDA, LAMP, LampORE, MPOCT, NAAT, NEAR, NGS, PCR, RTLamp, RT-PCR, RealTimeRTPCR, SDA, TMA, TRC, WGS, Orf1abgenedetection, Egenedetection, Ngenedetection, Rdrpgenedetection ou Sgenedetection) emitido no máximo 48 horas antes do embarque; e
  • A “Declaración Jurada de Salud y Autorización de Geolocalización preenchida dentro de 72 horas antes do embarque.

Uruguai

Países que não precisam de passaporte: Uruguai

A Casapueblo, reduto do artista Carlos Páez Vilaró, é parada imperdível no Uruguai

Existem altas chances de você ir conhecer o Uruguai despretensiosamente e voltar para casa admirado. Isso porque cada cantinho do “paisito” parece exalar um ar bucólico e charmoso.

Montevidéu, sua cidade mais conhecida, entra nessa realidade. Passear sem pressa pela Rambla (uma espécie de calçadão que fica às margens do Rio de la Plata) é uma delícia. Igualmente prazeroso é o Parque Rodó, que traz aquela nostalgia dos parques urbanos. E o que dizer do entardecer? Há quem garanta que o pôr do sol uruguaio é um dos mais bonitos e, ao vê-lo, fica difícil discordar.

A incrível Casapueblo também é parada quase obrigatória (e de fácil acesso partindo da capital). Contudo, se o que está procurando mesmo é uma vivência diferentona, experimente passar ao menos um dia e uma noite em Cabo Polônio. O vilarejo quase inóspito carrega uma beleza selvagem e já foi até tema de música.

Para quem quer ter o prazer de passar as férias em um balneário de luxo e até mesmo se jogar nos cassinos, Punta del Este é a melhor pedida. Já Colônia del Sacramento guarda a história de uma antiga vila portuguesa.

 

Regras para entrada no Uruguai devido ao COVID-19:

Para ingresso na Bolívia, os brasileiros devem apresentar:

Venezuela

Los Roques, na Venezuela

Los Roques é, certamente, um dos lugares mais paradisíacos da América do Sul

Infelizmente, o atual cenário político e econômico da Venezuela faz com que o país não seja uma opção segura e muito menos fácil para se visitar. Uma pena! Não só para os turistas, mas principalmente para a sua população.

Esse é um dos poucos países do caribe que permitem a entrada de brasileiros sem passaporte. Um dos clássicos da Venezuela é seu paradisíaco Los Roques. As praias do arquipélago propiciam a observação de uma vida marinha pulsante, mergulho, e prática de esportes: como vela e windfurf. O clima quase sempre ensolarado também ajuda nos dias de “pé na areia” passados ali.

O Salto Ángel, maior salto do mundo, se junta ao conjunto de redutos naturais do país. E já que estamos falando deles, como não citar o exuberante Monte Roraima? É pelo lado venezuelano do monte que a maior parte dos amantes de trekking iniciam sua partida rumo ao cume.

 

Regras para entrada na Bolívia devido ao COVID-19:

Embora a entrada de brasileiros a turismo na Venezuela esteja permitida mediante a apresentação de PCR negativo feito em até 48 horas antes da viagem, todos os voos comerciais diretos ao país estão suspensos no momento.

Sem passaporte, mas atenção às demais regras de entrada!

É válido lembrar que, apesar de todos os países listados permitirem que brasileiros entrem sem passaporte, ainda há algumas restrições de entrada em virtude da pandemia de Covid-19 – conforme mencionado nos tópicos.

Além disso, é valido ressaltar que atualmente, todos os brasileiros que regressam ao Brasil por via aérea devem apresentar:

Em contraponto, há a grande vantagem de se poder viajar sem passaporte e nem mesmo a solicitação de visto para esses países.

E como observamos, cada um oferece um tipo diferente de experiência, seja ela focada em natureza, elementos culturais ou grandes metrópoles. A decisão vai depender do seu perfil e, com certeza, trará bons e inesquecíveis momentos.

Tags:          

«
»