TOPO

“Bagagem de mão: peso, medidas e o que é permitido levar”

Seja por praticidade, agilidade ou economia, viajar só com a bagagem de mão vem se tornando cada vez mais comum. Optar por ela normalmente significa conseguir tarifas aéreas mais baratas e se livrar daquelas longas filas para despachar seus pertences.

No entanto, levá-los na cabine de avião envolve uma série de exigências específicas. As regras passam por limite de peso/tamanho, restrição de alguns objetos, entre outras questões. Tantos detalhes acabam gerando dúvidas.

Afinal, quais são as medidas das bagagens aceitas pelas companhias? E quantidade, é liberado carregar uma mala e mais uma mochila pequena, por exemplo? Para responder essas e outras perguntas, confira tudo o que você precisa saber sobre a bagagem de mão!

O QUE É BAGAGEM DE MÃO

Bagagem de mão é a mala que você pode levar consigo dentro do avião. Ela fica guardada no compartimento superior da aeronave durante a viagem. Por isso, precisa ser menor e mais leve em comparação às que são despachadas.

As despachadas, por sua vez, são aquelas entregues à empresa aérea no momento do check-in. Na chegada ao destino, elas são retiradas pelo viajante na esteira de bagagem do aeroporto.

Existe, ainda, a categoria “item pessoal”. Além da bagagem de mão, a maioria das companhias também permite que você suba a bordo com uma bolsa, pasta ou mochila. Elas devem ser pequenas, de modo que possam ser acomodadas abaixo dos assentos dianteiros.

Bagagem de mão: medidas e regras

Foto: Getty Images

O que é permitido levar na bagagem de mão

É permitido levar na bagagem de mão:

  • Roupas e sapatos;
  • Cosméticos e artigos de higiene pessoal sólidos (desodorante em barra, sabonete, protetor labial, batom, etc);
  • Medicamentos (desde que tenham prescrição médica. Os que não precisam de receita devem conter até 100 ml a unidade);
  • Revistas e livros;
  • Celular, câmera fotográfica, laptop, tablet e smartwatch (algumas companhias, inclusive, proíbem que itens com bateria de lítio sejam despachados);
  • Alimento industrializado para consumo infantil (o suficiente para alimentação durante a viagem);
  • Bastão de selfie (se não exceder os tamanhos permitidos para a bagagem).

Documentos, dinheiro, cartões de crédito e aparelhos eletrônicos fazem parte da permissão. Contudo, se tiver a possibilidade, tente levá-los na bolsa menor, utilizada como item pessoal. Dessa forma você se certifica de que estarão sempre sob sua supervisão.

Em situações de voo muito cheio, existe a chance dos compartimentos destinados às bagagens de mão ficarem sem espaço. Quando isso acontece, a companhia aérea costuma despachar gratuitamente algumas malas de mão no porão do avião. Nesse caso, não é uma boa ideia ter seus objetos de valor nela.

Caso a necessidade ocorra e você esteja apenas com esse tipo de bagagem, sem artigo pessoal, explique a situação para o comissário de voo.

O que não é permitido levar na bagagem de mão

Quando se trata de bagagem de mão e item pessoal, é mais fácil observarmos o que não pode ser levado.

No geral, as proibições acompanham peças que geram algum tipo de risco para a segurança e bem-estar.

São vetados:

  • Armas de qualquer tipo (de fogo, choque, réplica…)
  • Objetos cortantes ou perfurantes (canivetes, tesouras, estiletes e facas, por exemplo);
  • Instrumentos que podem causar ferimento (martelo, alicate, entre outros);
  • Substâncias tóxicas, explosivas ou inflamáveis;
  • Veneno.

Tesourinha de unha e barbeadores tendem a ser aceitos desde que tenham lâminas inferiores a 6 cm. Ainda assim, saiba que você pode encontrar restrições.

Maquiagens, itens de higiene e qualquer outra coisa em formato líquido possuem requisitos próprios. Nos voos internacionais, eles podem ser levados em uma embalagem de até 100 ml cada, totalizando o máximo de 1 litro. Complementando, é importante que sejam acondicionados em saco plástico transparente e vedado (estilo ziplock). Cremes, pastas e géis também estão incluídos na exigência.

Como levar líquidos na bagagem de mão

Principalmente nos voos internacionais, é importante se preocupar com o acondicionamento dos líquidos na hora de arrumar a mala.


Bebidas alcoólicas
que tenham teor de álcool acima de 70% são proibidas. Já em porcentagens menores, é possível levá-las no voo doméstico em número e volume definidos por cada companhia. Voos internacionais apenas liberam bebidas compradas no freeshop e em quantidades predeterminadas. É interessante verificar as instruções com antecedência.

BAGAGEM DE MÃO EM VOOS NACIONAIS

Atualmente, em voos domésticos, os limites de peso e medida da bagagem de mão seguem um padrão.

Latam, Gol, Azul e Itapemirim estabelecem que o passageiro pode levar uma mala de até 10 kg, com as seguintes dimensões máximas: 55 x 35 x 25 cm (altura x comprimento x largura).

Esse número é referente à totalidade da bagagem, ou seja, inclui rodinhas, alças e bolsos externos.

Infográfico: medidas na Bagagem de mão nos voos nacionais (Latam, Gol, Azul e Itapemirim)

Vale lembrar que as empresas, tanto nacionais quanto internacionais, podem ser bastante rigorosas neste tipo de controle. Então, é legal seguir direitinho as indicações para não correr o risco de imprevistos. Como ter que pagar pelo despache da bagagem na hora de embarcar, por exemplo.

Cabe destacar que, além da bagagem de mão, o passageiro ainda poderá levar um item pessoal – que deve caber embaixo do assento à frente.

BAGAGEM DE MÃO EM VOOS INTERNACIONAIS

Em voos internacionais, as especificações sobre peso e tamanho das bagagens variam consideravelmente. Cada companhia estabelece suas próprias regras e elas levam em consideração o tipo de tarifa comprada, classe e até mesmo destino.

Para você ter uma ideia das regras aplicadas nos principais nomes que operam no Brasil, montamos uma tabela exemplificativa. Os dados são focados nas passagens mais básicas, em classe econômica. Verifique o site das companhias de interesse para saber detalhes.

Companhia Aérea

Medidas
(altura x comprimento x largura)

Peso

Aerolíneas Argentinas

55 x 35 x 25 cm

10 kg

Aeromexico

55 x 40 x 25 cm

10 kg (incluindo o item pessoal)

Air Canada

55 x 40 x 23 cm

10 kg

Air China

55 x 40 x 20 cm

5 kg

Air Europa

55 x 35 x 25 cm

10 kg

Airfrance

55 x 35 x 25 cm

12 kg (incluindo o item pessoal)

Alitalia

55 x 35 x 25 cm

10 kg

Amaszonas

45 x 40 x 20 cm

5 kg

American Airlines

56 x 36 x 23 cm

10 kg

Avianca

55 x 35 x 25 cm

10 kg

Azul – Internacional

55 x 25 x 35 cm

10 kg

Boliviana de Aviación

55 x 35 x 20 cm

7 kg

British Airways

56 x 45 x 25 cm

23 kg

Copa Airlines

56 x 36 x 26 cm

10 kg

Delta

56 x 35 x 23 cm

Não se aplica (exceto para destinos em Singapura e China)

Emirates

55 x 38 x 20 cm

7 kg (voos que saem do Brasil tem direito a 10 kg)

Ethiopian

55 x 40 x 23 cm

7 kg

Flybondi

55 x 45 x 25 cm

10 kg (voos de/para o Brasil)

Gol – Internacional

55 x 35 x 25 cm

10 kg

Latam – Internacional

55 x 35 x 25 cm

10 kg

Iberia

56 x 40 x 25 cm

10 kg

KLM

55 x 35 x 25 cm

12 kg

Lufthansa

55 x 40 x 23 cm

8 kg

Qatar

50 x 37 x 25 cm

7 kg (10 kg em voos de ou para o Brasil)

Royal Air Maroc

55 x 40 x 20 cm

10 kg

South African Airways

56 x 36 x 23 cm

8 kg

Swiss

55 x 40 x 23 cm

8 kg

TAAG

55 x 40 x 20 cm

8 kg (10kg em voos originários do Brasil)

TAP Portugal

55 x 40 x 20 cm

8 kg (10kg em voos com destino ao Brasil)

Turkish

55 x 40 x 23 cm

8 kg

UNITED

56 x 35 x 22 cm

Não se aplica

Sky Airlines

55 x 35 x 25 cm

20 kg

Atenção às companhias low cost

Os voos de companhias low cost são, muitas vezes, opções tentadoras em viagens internacionais. Como vantagem, oferecem deslocamentos mais rápidos entre um país e outro (ou entre uma cidade e outra) a um custo baixo. Mas é preciso ter atenção aos valores das passagens e o que elas abrangem.

Não é raro que as companhias tenham limites menores de peso e medida dos pertences, ou que cobrem a bagagem de mão à parte. A Ryanair, por exemplo, inclui apenas o artigo pessoal nas tarifas econômicas. O mesmo acontece com a EasyJet.

Para evitar surpresas, leia sempre as políticas da companhia escolhida em sua página oficial.

Bagagem de mão Ryanair

Leia atentamente as políticas das cias low cost. Aquele voo baratinho pode ter uma desagradável surpresa!


Leia também:


Agora que já sabe como e o que levar na bagagem de mão, preparar a mala fica até mais simples. Caso surja alguma dúvida, não deixe de consultar a empresa aérea contratada e, no caso de viagens nacionais, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas. Boa viagem!

Tags:   

«
»