TOPO

“Como emitir o Certificado Nacional de Vacinação COVID-19”

Depois de concluir o esquema vacinal contra a Covid-19, é comum que uma dúvida surja: como emitir o Certificado Nacional de Vacinação COVID-19?

O documento é cada vez mais necessário em todos os sentidos, inclusive dentro do contexto das viagens.

Algumas cidades, como Rio de Janeiro e São Paulo, já confirmaram sua exigência em determinados estabelecimentos. Enquanto isso, também há países abrindo suas fronteiras para brasileiros que tenham essa comprovação.

A boa notícia é que emiti-lo é mais simples do que parece. O processo pode ser feito pela internet e leva poucos minutos.

Para entender tudo sobre o certificado e saber como ter o seu, confira as informações que reunimos abaixo!

O QUE É O CERTIFICADO NACIONAL DE VACINAÇÃO COVID-19?

O Certificado Nacional de Vacinação é uma espécie de registro que atesta a vacinação contra Covid. A declaração reúne os principais dados sobre o processo de imunização, incluindo tipo de vacina que tomou, lote e data de aplicação das doses.

Para acessá-lo, o caminho é através do Conecte SUS: plataforma gratuita do Ministério da Saúde. Qualquer pessoa que tenha completado a etapa de vacinação pode entrar no site ou aplicativo do programa para baixar o documento. Ele passa a estar disponível até 10 dias depois da 2ª dose (ou dose única).

Como comentamos ali na introdução, o certificado é relevante para todos. Conforme as medidas de flexibilização avançam, a necessidade de estar protegido segue o mesmo rumo. Isso faz com que os “passaportes da vacina” ganhem espaço nos estados, municípios e até mesmo no cenário internacional.

No turismo, eles podem ser úteis para ingressar em pontos turísticos, museus e, em muitos casos, em outros países.

Certificado Internacional de Vacinação x Certificado Nacional de Vacinação COVID-19

Uma questão comum entre aqueles que estão pensando em viajar para fora do país é: “Preciso tirar o Certificado Internacional de Vacinação para comprovar a imunização contra o COVID-19?”

Para responder essa pergunta, é legal entendermos a diferença entre o Certificado Internacional de Vacinação e o Certificado Nacional de Vacinação COVID-19.

O Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia é o documento reconhecido mundialmente para comprovar vacinação contra certas doenças. Ele é emitido pela ANVISA e recomendado para quem pretende viajar para o exterior. Isso porque há uma série de destinos que exigem sua apresentação no momento da chegada, principalmente por conta da febre amarela.

Quando se trata do Covid-19, no entanto, é o certificado nacional que cumpre esse papel. Ao menos por enquanto.

Atualmente, não há determinação da OMS (Organização Mundial da Saúde) para a emissão do certificado internacional para Covid. Portanto, não é preciso tirá-lo para este fim em específico.

Como emitir o Certificado Nacional de Vacinação COVID-19?

Certificado Nacional de Vacinação COVID-19

Foto: Getty Images

A emissão do registro é feita, basicamente, em duas etapas. Para tê-lo, primeiro você precisa criar uma conta no site do Governo Federal, o gov.br.

Depois, é só entrar na plataforma do Conecte SUS e seguir as instruções.

Vale lembrar que esses cadastros não são exigidos no momento da vacinação. Para se vacinar, é preciso comparecer ao posto de saúde apenas com um documento de identidade e número de CPF.

Veja o passo a passo de como emitir o Certificado Nacional de Vacinação COVID-19:

Criando uma conta no gov.br

  • Acesse o site gov.br. No topo da página inicial, no canto direito, logo vai encontrar o botão “entrar”. Clique nele.

  • Se estiver acessando pelo computador, na nova página aberta você verá, ao lado direito, um campo para fazer login/criar sua conta. Ali, insira o número do CPF no local indicado e prossiga apertando “continuar”. Pelo celular, esse mesmo campo vai aparecer no centro da tela.

  • Em seguida, preencha os dados solicitados e vá clicando em “avançar”.

  • Após completá-los, será enviado um código de verificação para o seu e-mail ou telefone. Ao recebê-lo, copie no local indicado da página.

  • Feita a validação, é hora de criar uma senha. A partir daí, sua conta está concluída.

Emitindo o certificado pelo Conecte SUS

  • Comece escolhendo por onde emitir seu certificado. Caso prefira acessar o Conecte SUS pelo navegador, vá até o site. Se sua opção for o aplicativo, baixe-o gratuitamente no smartphone. Ele está disponível tanto para Android quanto para IOS.
  • Na home do site, clique na aba “Cidadão”. Você vai ser direcionado para uma página parecida com aquela do gov.br. Ali vai colocar seu CPF e senha cadastrados anteriormente. No aplicativo, esse já é o direcionamento que vai aparecer assim que abri-lo.
  • Entrando na página inicial do Conecte SUS, clique no ícone “vacinas”.
  • Nesta área, você vai ver uma caixinha informando sobre as doses de vacina que recebeu. Clique nela.
  • Mais detalhes vão aparecer. Aproveite para conferir se as informações sobre fabricante, data de aplicação e estabelecimento de saúde estão corretas. Se algum dado estiver errado, entre em contato com o suporte. Ele está disponível no menu à esquerda da página, na opção “Fale com o Conecte SUS”.
  • Deu uma olhada e verificou que está tudo certo? Então clique no botão azul, onde está escrito “certificado de vacinação”.
  • Salve o arquivo em PDF clicando no ícone superior à direita. É aquele que tem uma setinha apontada para cima.
    Pronto. Seu certificado já está com você e tem validade de um ano.

Certificado Nacional de Vacinação COVID-19 - Conecte SUS

Salvando o arquivo em inglês e espanhol

A plataforma também disponibiliza o documento em inglês ou espanhol. Esse recurso é interessante para quem está pensando em viajar para fora do país e precisa do comprovante. Nesse caso, é só seguir normalmente todos os passos sobre o qual conversamos.

No final, ao emitir o certificado, vai perceber um ícone com a bandeira do Brasil bem no centro superior da página. Clicando nele, surge uma pequena lista. Troque por um dos idiomas oferecidos e automaticamente a tradução acontece.

Certificado de vacinação COVID-19 - viagem internacional

Já sabe como emitir o Certificado Nacional de Vacinação, mas seus dados não estão aparecendo no sistema? Procure o posto onde se vacinou para receber orientação (ou a Secretaria Municipal de Saúde).

Outra questão importante é sobre a validação do certificado no exterior. Apesar dos países estarem, aos poucos, liberando entradas a turismo, cada um tem suas próprias exigências e especificações. Antes de planejar uma visita, verifique se o destino aceita ou não o documento. Você pode fazer isso acompanhando os dados coletados pelo Itamaraty e o site da embaixada do país de destino.

Quando se trata do território nacional, tê-lo em mãos é sempre uma boa ideia. Então não deixe de tirá-lo, combinado?

Tags:   

«
»