TOPO

“Qual é a moeda da Polônia? Saiba o que e quanto levar”

Assim como a maioria dos países do Leste Europeu, a Polônia não adota o euro como moeda oficial. Mas, então, qual é a moeda da Polônia?

A seguir vamos falar sobre o złoty polaco, a moeda adotada pela Polônia desde 1924. No post você vai entender melhor sobre a sua cotação, qual é a melhor maneira de levar dinheiro para a Polônia e quanto você deve levar.


Planejando uma viagem para a Europa? Não esqueça de contratar o seu seguro viagem obrigatório! Faça uma cotação com as melhores seguradoras através da Seguros Promo e use o cupom VIAJAQUEPASSA5 para receber 5% de desconto.


QUAL É A MOEDA DA POLÔNIA?

Embora faça parte da União Europeia desde 2004, a Polônia não adota o euro como moeda oficial. Aliás, a maioria dos poloneses é contra a adoção do euro pelo país.

A moeda oficial da Polônia é o złoty, que em polonês significa “dourado”.

Em circulação desde 1924, a moeda é representada pelo código PLN ou simplesmente .

Moeda da Polônia: saiba tudo sobre o zloty

Foto: Getty Images

Cotação do zloty: real x euro x dólar

Para se ter uma ideia da cotação do złoty¹, seguem alguns comparativos com base na atual cotação:

 

  • R$ 1 = 0,74 PLN
  • 1 euro =  4,51 PLN
  • 1 dólar = 3,81 PLN


¹ A cotação foi conferida na data de publicação deste artigo e segue o câmbio comercial.

QUAL MOEDA LEVAR PARA A POLÔNIA

O złoty é tido como uma moeda exótica no Brasil, assim como o real é uma moeda exótica na Polônia.

Por isso, dificilmente você conseguirá comprar złoty ainda no Brasil ou trocar reais na Polônia. E, se por um acaso conseguir, a cotação provavelmente não será muito boa por causa da baixa circulação da moeda.

Levando esse fator em consideração, o ideal é levar uma moeda de grande circulação e fazer o câmbio chegando na Polônia.

Euro

Como não há voos diretos do Brasil para a Polônia, é muito provável que você passe ou até mesmo inclua na viagem outro destino dentro da zona do euro.

Nesse caso, chegar na Polônia com euros é certamente a melhor opção. Você fará o câmbio em złoty somente na medida do necessário e não perderá tanto nas conversões.

Não é comum, mas alguns hotéis, restaurantes e agências até aceitam o pagamento em euros. Porém, o câmbio aplicado não costuma ser muito vantajoso nesses casos. Na dúvida, é melhor pagar na moeda local.

Libra

Assim como o euro, a libra também é uma moeda de grande circulação e você não terá problemas trocá-la nas casas de câmbio da Polônia. Em relação às taxas cambiais, também não há muita diferença no resultado final. 

Porém, só há vantagem em comprar libras se a sua origem ou destino final for o Reino Unido. Caso contrário, o euro continua sendo a melhor opção.

Dólar

Apesar de ser uma moeda de grande circulação e de fácil câmbio, só faz sentido levar dólares se, por algum motivo, você já tiver a moeda. De outro modo, melhor recorrer ao euro mesmo.


Leia também:


Onde comprar euro e outras moedas no Brasil

A melhor e mais econômica maneira de comprar euros e outras moedas em espécie no Brasil é através de uma comparadora de câmbio.

A que eu já usei e recomendo é a Melhor Câmbio.

O site compara a taxa de conversão das melhores Casas de Câmbio (com base na moeda e cidade selecionadas) e te dá a opção de fazer uma oferta – normalmente até 2 centavos abaixo da menor tarifa.

Como a ferramenta é apenas uma intermediária, vale ficar de olho na nota de avaliação da Corretora – que é mostrada no próprio site.

Casas de Câmbio na Polônia: onde trocar o dinheiro

A Polônia possui um mercado monetário livre, o que permite que as instituições bancárias comprem e vendam moedas a qualquer preço.

Esse fator pode garantir uma diferença significativa nas taxas de câmbio praticadas pelas instituições.

Então já fica a dica: não compre na primeira Casa de Câmbio que você ver e compare as taxas.

Na Polônia as casas de câmbio podem ser identificadas pelo nome “Kantor“. E não se preocupe, porque nas áreas turísticas de cidades como Cracóvia e Varsóvia há várias delas e as tarifas costumam ficar expostas do lado de fora.

Abaixo vou deixar uma lista de algumas casas de câmbio confiáveis em Cracóvia e Varsóvia (é só clicar no nome pra abrir a localização no Google Maps):

Em Cracóvia:
Em Varsóvia:

E, como em todo lugar do mundo, evite trocar muito dinheiro nas casas de câmbio dos aeroportos, já que a cotação costuma ser bem ruim. Troque apenas o necessário até você conseguir visitar uma casa de câmbio no centro da cidade.

USANDO O CARTÃO DE CRÉDITO NA POLÔNIA

A grande maioria dos estabelecimentos na Polônia aceita cartão de crédito. As bandeiras Visa e Mastercard são as mais comuns.

Ainda assim, em algumas feiras, barraquinhas e atrações turísticas o dinheiro vivo ainda é imprescindível.

Por isso, sempre tenha algumas notas na carteira!

A grande vantagem do cartão de crédito é a segurança e comodidade.

Já a desvantagem é a cobrança de IOF de 6,38% (contra 1,1% da compra de moeda em espécie), além de taxas cambiais nem sempre muito claras. E com a oscilação do real, fica difícil saber quanto de fato está sendo gasto.

Também é importante lembrar que o cartão precisa estar habilitado para uso no exterior. A maioria dos bancos permite a ativação dessa função via internet banking.

Sacando dinheiro na Polônia

Para sacar dinheiro na Polônia, basta ir em qualquer caixa ATM com um cartão de crédito ou débito habilitado para uso no exterior.

O IOF, neste caso, também é de 6,38%. Já a taxa cambial, assim como acontece nas compras com cartão de crédito, é instituída pelo banco ou administradora do cartão.

Além disso, muitos cartões também cobram uma taxa de saque. Consulte o seu banco ou operadora do cartão para saber quais taxas serão aplicadas. 

E, como se já não fossem taxas o suficiente, o próprio terminal eletrônico também pode cobrar taxa de saque.

Testei vários caixas ATM em Cracóvia e o único que não me cobrou taxa alguma foi o de um banco local chamado “Bank BPS” (veja a localização). Infelizmente ele não é muito comum, então pode ser um pouco difícil fugir dessa taxa.

Moeda da Polônia: saiba o que levar

Por conta das tarifas (que normalmente são fixas e cobradas por operação), recomendo fazer poucos saques e em maior quantidade – e apenas se necessário.

Quanto vou gastar na minha viagem para a Polônia?

O custo de uma viagem depende muito do perfil de cada viajante. Não importa o destino, sempre dá pra gastar muito ou bem pouco. Mas, para você ter uma ideia de custos, vamos falar um pouco da média de valores nos segmentos de hospedagem, alimentação e atrações.


Hospedagem

A hospedagem é certamente o item mais variável – depende muito da cidade, conforto, localização, serviços oferecidos e época do ano.

Em cidades como Cracóvia e Varsóvia, é possível encontrar opções com boa localização nas seguintes faixas de preço*:

  • Cama em Hostel bem avaliado (quarto compartilhado)  entre 40 e 60 PLN
  • Quarto padrão em Hotel 3 estrelas para 2 pessoas a partir de 150 PLN
  • Quarto superior em Hotel 5 estrelas para 2 pessoas  a partir de 500 PLN

* valores referentes à média temporada.


Alimentação

Para se ter uma ideia de custo da viagem em alimentação, você pode levar em conta o valor médio² de alguns itens nos restaurantes em cidades como Varsóvia e Cracóvia:

  • Refeição em restaurante econômico 35 PLN
  • Refeição completa para 2 pessoas (3 pratos) 180 PLN
  • Refrigerante lata 6,54 PLN
  • McMeal no McDonalds 22 PLN
  • Cerveja local (500 ml) 12 PLN

Vale lembrar que esses são valores médios. Pela minha experiência, é possível encontrar opções bem mais baratas que as apontadas.

De segunda a sexta, por exemplo, é comum que os restaurantes ofereçam um “menu do dia” mais barato no almoço. Com 15 PLN também dá pra comer um lanche na rua (como o tradicional zapiekanka) ou um prato de pierogi num Milkbar (típicos restaurantes soviéticos até hoje em funcionamento). 


Atrações

Já os ingressos das atrações na Polônia, em geral, não costumam ser muito caros. Museus, por exemplo, custam em média entre 10 e 30 PLN.

Você também pode conferir o preço de outras experiências e tours guiados através da nossa parceira Get Your Guide:

 


Em comparação com outros países da União Europeia, a Polônia é certamente um dos destinos mais econômicos para se visitar.

² Fonte: Numbeo

O QUE, COMO E QUANTO LEVAR PARA A POLÔNIA?

Agora que você tem uma ideia dos principais custos de uma viagem na Polônia, basta adaptar ao seu perfil para entender o quanto você gastará na viagem.

Como, no geral, já saímos com hotel e passeios reservados (ou ao menos em mente), fica mais fácil entender o quanto precisamos levar. À hospedagem e atrações, some o custo estimado com alimentação e reserve mais uma quantia para o transporte, compras (se for o caso) e eventuais imprevistos.

Com esse valor em mente, é hora de decidir como levar o seu dinheiro.

Como vimos, pra quem sai do Brasil a opção mais econômica é levar euros em espécie e trocar por zloty em uma Casa de Câmbio na Polônia.

Já o uso do cartão de crédito ou débito internacional é muito mais caro, mas pode ajudar em emergências ou até mesmo ser a principal opção de quem prioriza comodidade.

Tags:  

«
»