TOPO

“O que fazer em Berlim: 11 atrações imperdíveis”

Paraíso para quem ama cerveja, história e cultura: afinal, como decidir o que fazer em Berlim? Estamos falando de uma das minhas capitais preferidas e, ao se deparar com a variedade de atividades que podem ser feitas na cidade, é fácil entender o por quê.

O mais incrível em Berlim é que você pode ir a um museu e, na sequência, emendar com um passeio de barco no rio. Ou, quem sabe, aproveitar a tarde em um jardim degustando cervejas.

Quer saber mais sobre Berlim? Confira tudo no artigo a seguir!


Planejando uma viagem para a Europa? Não esqueça de contratar o seu seguro viagem obrigatório! Compare os valores das melhores seguradoras através da Seguros Promo e use o cupom VIAJAQUEPASSA5 para receber 5% de desconto.


O QUE FAZER EM BERLIM: 11 ATRAÇÕES IMPERDÍVEIS NA CAPITAL ALEMÃ

Nas dicas a seguir você verá sugestões de atrações e atividades que poderão ser feitas a depender das suas prioridades e tempo na cidade. As opções agradam não só quem é fã de história – já que o que não falta em Berlim são museus -, mas também quem prefere aproveitar o tempo ao ar livre. Confira tudo nos tópicos abaixo e veja o que combina mais com o seu estilo de viagem!

Saiba como usar o transporte público em Berlim e confira a nossa sugestão de roteiro para 3, 4 ou 5 dias na capital alemã.

Portão de Brandemburgo

O que fazer em Berlim: Portão de Brandemburgo

Foto: Getty Images

Vamos começar por esse monumento de passagem obrigatória em Berlim: o Portão de Brandemburgo.

A principal porta da cidade, que foi bastante danificada durante a II Guerra Mundial e reconstruída mais tarde, ganhou mais um importante significado após a Guerra Fria. Com a construção do Muro de Berlim, em 1961, o portão ficou por quase 30 anos isolado entre a parte oriental e a ocidental da cidade. Com a queda do Muro, ele se tornou símbolo da reunificação do país, e até hoje é celebrado desta forma.

Além da beleza e importância do monumento, o que eu gosto ao visitá-lo é que a localização também é privilegiada.

Portanto, ao visitar o Portão de Brandemburgo você já estará ao lado de muitas outras atrações. A minha dica, aliás, é começar o roteiro por ele, assim poderá aproveitar uma manhã ou tarde inteira pela zona ao redor.

Parlamento Alemão (Reichstag)

O que fazer em Berlim: Parlamento Alemão

Foto: Getty Images

Ao falar de uma cidade com tanta história, uma visita ao Parlamento não pode ficar de fora das dicas de o que fazer em Berlim. E o bônus é que ele fica logo ao lado do Portão de Brandemburgo.

Além da importância política, o prédio do Parlamento encanta pela arquitetura, com a sua imponente cúpula de vidro. Inclusive, você sabia que pode visitar a cúpula e o terraço?

Para fazer isso, contudo, você precisa agendar com antecedência através do site oficial do Parlamento. Você ainda pode escolher o tour guiado, onde aprenderá bastante sobre a história de Berlim.

Memorial do Holocausto

O que fazer em Berlim: Memorial do Holocausto

Foto: Getty Images

Também próximo do Portão de Brandemburgo, no lado oposto ao Parlamento, você encontrará o Memorial aos Judeus Mortos na Europa. Ele foi construído há cerca de 15 anos e cada bloco de concreto homenageia uma vítima do Holocausto.

O memorial fica em um espaço aberto e com entrada gratuita. O que muitas pessoas não sabem é que existe uma sala subterrânea, onde há um centro de informações.

Neste local você pode conferir várias informações sobre o Holocausto de forma bem didática, bem como dados sobre as vítimas. A entrada também é gratuita e você pode encontrá-la em um dos cantos do memorial, funcionando de terça a domingo, das 10h às 20h (10h-19h durante o inverno).

Topografia do Terror

Topografia do Terror

Foto: Luis Alvaz via Wikimedia Commons

A algumas quadras do memorial, está a Topografia do Terror. Essa dica de o que fazer em Berlim é uma mistura de museu com memorial e também possui entrada gratuita.

Primeiro você confere, na parte externa, fotos dos nazistas condenados e as ruínas originais do antigo prédio que ficava ali: a GESTAPO. Depois, no interior, há vários documentos, vídeos e áudios que explicam esse período e as atrocidades cometidas num dos maiores genocídios da história.

Se você é fã de história, a minha dica é reservar mais de 1 hora para o museu. Isso porque há muito material e com certeza você não vai conferir nem metade caso esteja com pressa. Ele fica na Niederkirchnerstraße 8 e funciona diariamente das 10h às 20h.

Alexanderplatz e Torre de TV

O que fazerem Berlim: Alexanderplatz

Foto: Getty Images

A Alexanderplatz é provavelmente a praça mais famosa de Berlim. Chegar nela é super fácil, pois há uma estação de metrô ali. Ela é um pouco agitada e com vários prédios comerciais em volta, mas caminhando um pouco você começa a encontrar mais atrações.

Dentre elas está uma dica interessante de o que fazer em Berlim: visitar a Torre de TV. Trata-se da construção mais alta da Alemanha e se chama Berliner Fernsehturm. Ela foi construída pelos comunistas e tem uma vista 360° da cidade, por isso é tão visitada.

Ela é também um dos pontos turísticos mais concorridos de Berlim, por isso o ideal é reservar o ingresso com antecedência. A visita tem um custo de 18,50 euros e pode ser feita diariamente, das 9h até meia-noite.

Ilha dos Museus

Foto: Getty Images

Além de todos os museus espalhados pela cidade, a Ilha dos Museus é um dos lugares mais visitados por quem procura o que fazer em Berlim. Ela é chamada assim por ser literalmente uma ilha que abriga, ao todo, cinco museus:

  • Museu Antigo (Altes Museum): o mais antigo e que conta com coleções da antiga família real e também Grécia e Roma antigas;
  • Museu Real Prussiano (Neues Museum): expõe coleções da Pré-História ao Egito Antigo;
  • Galeria Nacional Antiga (Alte Nationalgalerie): um dos prédios mais imponentes, abriga coleções de várias épocas, indo do Impressionismo ao Modernismo;
  • Museu Bode (Bode-Museum): dedicado a artes bizantinas e exposição de moedas; e
  • Museu Pergamon (Pergamonmuseum): é o mais famoso e abriga coleções de antiguidades variadas.

Como está às margens do Rio Spree, com uma linda zona verde em volta, a beleza só aumenta. O ingresso de cada museu custa por volta de 10 euros, mas também é possível comprar um ingresso combinado por 19 euros. O único problema é que o ingresso combinado é válido por 1 dia e as visitas exigem um bom tempo. Então, se tiver poucos dias na cidade, evite escolher mais de dois!

Catedral de Berlim

Foto: Getty Images

A Berliner Dom é outra dica de o que fazer em Berlim, especialmente porque fica junto à Ilha dos Museus. A imagem dela à beira do rio é linda, principalmente porque a sua arquitetura é encantadora.

Mesmo com a destruição da sua cúpula original durante a guerra, ela foi reconstruída e segue imponente. Você pode aproveitar e visitar o interior dessa incrível igreja protestante, porém o ingresso custa 7 euros.

DDR Museum

DDR Museum Berlim

Foto: Toffel via Wikimedia Commons

O DDR Museum é, na minha opinião, o mais dinâmico entre os museus de Berlim. Ele remonta os antigos flats que os alemães moravam durante a divisão e traz detalhes incríveis. Você vê desde um carro utilizado na época até artigos de supermercado.

Ele é quase subterrâneo, às margens do rio no lado oposto da Catedral. O DDR Museum abre diariamente das 10h às 20h e o bilhete custa cerca de 10 euros (a partir de 5,50 se comprado online).

East Side Gallery

O beijo - Muro de Berlim - East Side Gallery

Foto: Jeison Higuita via Unsplash

Turistas do mundo todo vão à capital alemã para visitar o que sobrou de mais intacto do Muro de Berlim. Hoje, esse espaço foi transformado na East Side Gallery, onde pinturas de artistas de vários países dão nova vida às paredes.

Para quem sonha com uma foto no muro sem ninguém, saiba que a tarefa é quase impossível. Neste caso, o ideal é ir bem cedo! A East Side Gallery fica às margens do Rio Spree, mas bem distante do ponto anterior, e não há cobrança de ingresso.

Prater Biergarten

Foto: Getty Images

Entre as dicas de o que fazer em Berlim, não posso deixar os famosos biergartens de fora. Eles são jardins onde você pode encontrar várias cervejas, reunir-se com os amigos e comer alguma coisa.

O que visitei é o mais antigo da cidade, o Prater Biergarten. Além de ficar em uma zona super charmosa e que vale a pena o passeio, tem um clima ótimo no verão. Mesmo se você não for fã de cerveja, o lugar encanta pelo clima descontraído.

Quanto às cervejas, há de todos os preços, mas com cerca de 3,50 euros você pode encontrar uma ótima opção. O Prater Biergarten fica na Kastanienallee 7-9 e abre de terça a domingo, das 16h à meia-noite nos dias de semana e a partir das 12h nos finais de semana.

Bairro Judeu

Foto: Getty Images

Um dos bairros mais charmosos em Berlim é o bairro judeu, que nas últimas décadas renasceu e abriga uma vida cultural movimentada. O Mitte, como é chamado, possui algumas marcas da guerra até hoje pelos seus prédios.

Ele é símbolo de uma cidade que se reinventou e agora respira cultura e juventude. É possível perceber isso pelos cafés, restaurantes e galerias em volta. De noite, há vários pubs para visitar e se divertir.

Algumas referências históricas ao redor são a Die neue Synagoge e o cemitério judeu Jüdischer Friedhof. E todas quinta-feiras acontece o Hackescher Markt, um típico mercado de rua local.

Por que visitar Berlim?

Você ainda se pergunta por que visitar essa cidade? Talvez tenha entendido melhor após essas dicas de o que fazer em Berlim, mas há muito mais para descobrir.

A capital é dividida em várias zonas e todas elas têm as suas particularidades que você notará bem. Por isso, o melhor é separar uma parte do dia para cada região. Como é uma cidade grande, isso vai te ajudar a otimizar o seu tempo e escolher bem o que fazer em Berlim!

Tags:   

«
»