TOPO

“O que fazer em Trindade: um roteiro pela charmosa vila caiçara”

O que melhor resume as opções do que fazer em Trindade é aproveitar uma vibe que não se encontra em qualquer lugar. Pense em uma vila de pescadores encrustada entre serra e mar, um visual natural caprichado e aquele clima tranquilo, “pé na areia” (ou no mato, em uma trilha). Parece gostoso e é mesmo.

Trindade pertence ao município de Paraty, que por si só guarda um versátil leque de atrações. Mas o vilarejo é tão singular que pode ser considerado um destino à parte.

Ali, as praias de água clara, as cachoeiras e um pitoresco centrinho fazem a alegria dos visitantes. Por isso, vale muito a pena se hospedar por alguns dias e conhecer o melhor da região.

Neste artigo, você vai saber todas as informações importantes para planejar uma viagem por Trindade. Saiba como chegar, o que fazer, onde se hospedar e muitas outras dicas para preparar o seu roteiro!

ONDE FICA TRINDADE

Trindade faz parte do município de Paraty, localizado na Costa Verde do Rio de Janeiro. A distância entre a vila e o famoso centro histórico da cidade colonial é de cerca de 24 km.

Ela também está bem na divisa entre Rio de Janeiro e São Paulo. Para ir da capital fluminense até lá são aproximadamente 4 horas de percurso. O tempo não aumenta muito quando se trata da capital paulista.

Confira onde fica Trindade do mapa:

COMO CHEGAR EM TRINDADE

De Paraty a Trindade

A partir de Paraty, a melhor maneira de chegar em Trindade é de carro, ônibus ou van.

  • De carro: pegue a Rodovia Rio-Santos e depois a Estrada de Trindade. O trajeto leva meia-hora, mais ou menos, e é todo feito em asfalto. Apesar de ser curto e de fácil acesso, fique atento em alguns trechos sinuosos ao longo do caminho.
  • De ônibus: não tem erro, pois na Rodoviária de Paraty há saídas diárias e de hora em hora. Você pode pegar o transporte das 6:00 às 20:00. Depois deste horário ainda há duas saídas mais tarde, às 21:10 e 22:30. Atualmente, o valor da passagem custa R$ 5,00.
  • De van: basta pegar o veículo ao lado da rodoviária de Paraty, à direita. As vans têm custo e horário parecidos com os do ônibus, mas podem sofrer variações.


Do Rio de Janeiro a Trindade

Para chegar a Trindade partindo do Rio de Janeiro, você poderá optar pelo carro ou ônibus.

  • De carro: o percurso é feito pela Rodovia Rio-Santos (BR-101). Depois de chegar ao trevo de Paraty, continue no sentido Santos até o trevo do Bairro do Patrimônio. À esquerda começa o acesso para Trindade.
  • De ônibus: primeiro será preciso ir até Paraty com a viação Costa Verde. O trecho começa na Rodoviária Novo Rio, no centro da cidade carioca. Descendo na rodoviária paratiense, é só pegar um novo transporte até o destino final. A passagem Rio de Janeiro x Paraty custa R$81,86 – confira aqui os horários.


De São Paulo a Trindade

Igualmente, quem sai de São Paulo com destino a Trindade também terá como opções o carro ou o ônibus.

  • De carro: na Rodovia Rio-Santos, continue por 7 km depois da divisa estadual SP-RJ. Ali você verá o trevo do Bairro do Patrimônio. Pegue a direita, subindo para Trindade.
  • De ônibus: a rota parte da Rodoviária do Tietê e vai até Paraty. Tanto a Reunidas quanto a Primar operam a rota e o valor da passagem varia de acordo com o horário e veículo, partindo de R$ 42,25 – confira aqui todos os valores e horários. Quando estiver na rodoviária de Paraty, siga as mesmas instruções que deixamos ali em cima.

Locomoção na vila

A locomoção em Trindade não é um fator com o qual você precisa se preocupar.

A vila é um lugar pequeno, que dispensa o uso de carro para a maioria das atividades. Das 6 praias da região, a única que fica mais afastada é a Praia Brava. As demais podem ser acessadas a pé, assim como as trilhas que dão para outros recantos.

Para almoçar, jantar, conhecer lojinhas ou curtir uma música ao vivo, funciona da mesma forma. Restaurantes, comércio e hospedagens se concentram em uma parte principal, então é fácil caminhar de um ponto a outro.

QUANDO IR: MELHOR ÉPOCA PARA CONHECER TRINDADE

É fato: Trindade lota na alta temporada. Os meses de dezembro, janeiro e fevereiro costumam ser os mais movimentados. Se prefere fugir do fluxo intenso de turistas e ter uma experiência mais tranquila, é uma boa ideia evitá-los.

Nos feriados ensolarados e em datas que coincidem com alguma festividade de Paraty (como a FLIP ou o Festival da Cachaça), o agito também é maior.

Já na baixa temporada, as praias estão mais vazias e os passeios acontecem de forma menos acelerada. Setembro e outubro são dois meses bem interessantes para considerar, pois as temperaturas também ficam favoráveis.

ONDE SE HOSPEDAR EM TRINDADE: DICAS DE LOCALIZAÇÃO E POUSADAS

Em resumo, há duas boas localizações para quem quer conhecer Trindade: o próprio povoado e o centro de Paraty. São duas propostas diferentes e só você saberá dizer qual é a melhor para a sua viagem.

Em Paraty

A primeira opção para a maioria dos turistas é o centro de Paraty. Por lá a oferta de estadias é maior e a vida noturna também vai até um pouco mais tarde.

Em outro post já demos todas as dicas de Paraty e, inclusive, falamos onde é melhor se hospedar e quais são as nossas sugestões de pousadas.

Em Trindade

Agora, se você deseja uma vivência de imersão, sem se preocupar em pegar estrada ao final do dia, aposte em Trindade sem pensar duas vezes.

Pernoitando ali você pode acompanhar um showzinho à noite, admirar o céu na praia ou até mesmo acordar cedo para contemplar o nascer do sol.

O melhor lugar para ficar em Trindade é na parte central, pertinho da Praia dos Ranchos ou da Praia de Fora. É onde estão reunidas quase todas as pousadas, assim como os restaurantes, bares e mercados.

Vale lembrar que não há hotéis na vila, nem estabelecimentos luxuosos. Entretanto, espaços hospitaleiros e confortáveis não faltam. Caso pretenda viajar em época de feriado prolongado ou alta temporada, apenas lembre-se de reservar com antecedência.

Confira as nossas sugestões de hospedagem em Trindade:

Economia
  • Samblumba Hostel: é muito bem avaliado e tem o melhor daquela atmosfera de hostel, com atendimento receptivo. Fornece cozinha compartilhada, lounge e jardim.
  • Pousada do Horto: cercada pela Mata Atlântica, guarda proximidade com a natureza e possui aspecto familiar. Suas diárias incluem café da manha e, segundo avaliação dos hóspedes, a sensação de estar em casa.
Bom custo-benefício
  • Pousada do Riacho: tem piscina, churrasqueira e terraço. Outra comodidade importante para quem vai de carro é o estacionamento gratuito. As instalações ficam dentro de uma bela área verde.
  • Pousada Dois Irmãos: bem completa, inclui quartos equipados, piscina, redes e salão de jogos. Entre os maiores elogios sobre a pousada está a simpatia dos funcionários.

O QUE FAZER EM TRINDADE: ROTEIRO PARA 2 OU 3 DIAS

É difícil definir a quantidade ideal de tempo para uma viagem por Trindade. Dá para fazer um bate-volta e “ticar” as atrações principais? Dá. E passar uma semana inteira? Com certeza. Dá até para ir, se apaixonar pela região e resolver morar. Acredite, lá você vai ouvir casos como esse.

Levando em conta uma visita rápida, mas completinha, separar 2 ou 3 dias é bacana. Em 2 dias inteiros é possível explorar a vila em um ritmo contemplativo. No terceiro, sobra chance de estender a aventura até a Praia do Sono.

A seguir, preparamos um roteiro para otimizar ao máximo sua passagem por “Trinda”. Não esqueça que está liberado adaptá-lo de acordo com suas preferências e agenda.

Roteiro em Trindade: DIA 1

O que fazer em Trindade: Praia dos Ranchos

Praia dos Ranchos: Foto: Caio Arbulu via Unsplash

Praia Brava

Quem está de carro pode começar a desbravar Trindade em grande estilo. O acesso para a Praia Brava se dá na estrada, a caminho do povoado. Para chegar, é preciso fazer uma pequena trilha que leva de 10 a 30 minutos.

Essa é a praia mais deserta da região e conta com uma beleza selvagem, intocada. Como o próprio nome sugere, tem mar bravo, então o banho não é recomendado. No canto esquerdo do lugar, há prática de nudismo.

Cabe destacar que o cenário não possui estrutura de bares, nem vendedores ambulantes.

Se está viajando de ônibus e quer conhecê-la, peça ao motorista para avisar quando chegar o ponto certo de descida.

Praia do Cepilho

A Praia do Cepilho fica depois da Praia Brava, logo na chegada a Trindade. Com grandes ondas e águas agitadas, é ideal para os surfistas.

Por estar um pouquinho mais distante do núcleo da vila, também é uma das mais tranquilas em termos de movimento. Caminhar por ali ou relaxar observando a vista é uma delícia.

Centro de Trindade

Depois de conferir os dois recantos anteriores, chegou no centro? Se já estiver na hora do almoço, você não vai encontrar dificuldades em escolher um restaurante. Percorrendo a rua principal é possível se deparar com vários deles com refeições a preços justos (o famoso PF).

Como estamos falando de um destino à beira-mar, os pratos com peixes são sempre uma boa pedida.
Aproveite a pausa no dia praiano para visitar também algumas lojinhas de artesanato. Pelos arredores existem ótimas lembrancinhas produzidas por artistas locais.

Praia dos Ranchos e Praia de Fora

Siga para a Praia dos Ranchos e Praia de Fora, que dividem a mesma extensão de areia, sendo uma a continuação da outra.

Apesar de ambas atraírem muitos visitantes, é na Praia dos Ranchos que o agito é maior. Ela fica no canto direito da Praia de Fora e é conhecida por seus quiosques. Juntando a estrutura ao fato de ter um mar calmo, torna-se point dos turistas.

As praias ficam a poucos metros do centrinho. Isso significa que é fácil se deslocar por elas andando. E aí vai uma dica especial: têm um nascer do sol de arrancar suspiros. Vale a pena voltar ao amanhecer para assisti-lo.

Roteiro em Trindade : DIA 2

Praia do Cachadaço, em Trindade

Praia do Cachadaço. Foto: Getty Images

Praia do Meio

Que tal começar a programação conhecendo a praia que muitos consideram a mais bonita de Trindade? A Praia do Meio fica pertinho da Praia dos Ranchos e faz parte do Parque Nacional da Serra da Bocaina. Boa para banho, agrada todas as idades.

É de lá que saem barcos para outros locais de interesse. Também é nela que fica o ponto de partida para as principais trilhas.

Praia do Cachadaço

E se estamos falando de trilhas, nada melhor do que citar a próxima parada: Praia do Cachadaço.

Particularmente, essa é a minha praia favorita da vila. Mar cristalino, faixa de areia larga, mata atlântica ao redor e ar rústico: é fácil perder a noção do tempo ali.

Para acessá-la, uma trilha de 300 metros é necessária (partindo da Praia do Meio). O nível de dificuldade vai de leve a moderado, mas o caminho é tranquilo e é comum ver até mesmo crianças fazendo.

Não há estrutura de quiosques nesse paraíso. Contudo, há um restaurante super bonitinho e bem decorado para quando bater aquela vontade de uma água de coco ou petisco.

Piscina Natural do Cachadaço

No fim da Praia do Cachadaço, a trilha continua até um ponto quase obrigatório na lista de o que fazer em Trindade. A Piscina Natural do Cachadaço, claro.

A piscina é uma área de mar cercada por grandes pedras. A presença das formações cria um espaço onde as águas são rasas e a prática de snorkelling, uma sensação. Essa é uma das atrações mais procuradas da região, tanto que enche a beça em finais de semana e feriados.

Para chegar, a distância é de uns 800 metros a partir da Praia do Cachadaço. O nível de dificuldade da trilha segue moderado, mas é preciso ter cuidado com a chuva. Há trechos que ficam escorregadios em dias de tempo fechado.

Se quiser dispensar a andança, você consegue ir de barco saindo da Praia dos Ranchos ou da Praia do Meio.

Pedra que Engole

Voltou para o centro, almoçou e está com as energias renovadas? Pronto pra outra? Então siga novamente para o final da Praia do Meio. De lá, inicie a trilha de 700 metros para a curiosa Pedra que Engole. O nome faz todo o sentido, vai por mim.

O atrativo é uma queda d’água que fica entre duas pedras. Entre elas existe um “vão” por onde as pessoas conseguem escorregar, dando a sensação de estarem sendo “sugadas”. Do outro lado, uma gruta tranquila os espera.

A experiência é divertida e diferente, mas, para não se sentir mal, procure evitá-la se for claustrofóbico.

Roteiro em Trindade: DIA 3

Praia do Sono em Trindade, Paraty

Praia do Sono. Foto: Getty Images

Praia do Sono

Se você tem um dia a mais em Trindade, seja apresentado à incrível Praia do Sono.

Ela está a apenas 11 quilômetros da vila. Para chegar, o percurso mais comum — seja de ônibus ou carro — é indo até o Condomínio Laranjeiras. É desse trecho que começa o acesso por trilha ou, se preferir, por barco.

Uma outra alternativa é o trajeto pelo mar saindo da Praia do Meio. Nesse caso, tente já acertar o retorno com o barqueiro.

Uma vez na Praia do Sono, a sugestão é curtir ao máximo sua beleza (que não é pouca). Quem opta por passar ainda mais tempo, pode desfrutar de praias vizinhas (Antigo, Antiguinhos e Ponta Negra); cachoeiras espetaculares (Cachoeira do Saco Bravo); e noites com barzinhos e céu estrelado.

Baixe o mapa

Vai para Trindade? Baixe o mapa das atrações citadas e tenha todas as dicas na palma da sua mão durante a viagem!

Planejar o que fazer em Trindade é se deparar com um gigante acervo de possibilidades proporcionadas pela natureza.

As características marcantes da vila, assim como sua personalidade própria, faz a gente sair de lá já pensando em voltar. Que você tenha uma ótima passagem pelas terras caiçaras!

Salve as nossas dicas no Pinterest!

Tags:    

«
»