TOPO

“O que saber antes de visitar Inhotim, em Minas Gerais”

Localizado a 60km de Belo Horizonte, o Instituto Inhotim é um incrível museu a céu aberto e parada obrigatória para quem passa pela capital mineira. 

Infelizmente, Inhotim acabou ficando muito mais conhecido depois do desastre de Brumadinho, mas a verdade é que ele vale a fama por si só e tem atrações que irão deixar satisfeitos até mesmo os turistas mais exigentes. É um local que une arte, tranquilidade, natureza e muita cultura! 

No post você vai conferir tudo o que precisa saber antes de visitar Inhotim e muitas outras dicas para aproveitar ao máximo o passeio.

O INSTITUTO INHOTIM

Instituto Inhotim em Minas Gerais

Foto: Cecilia Skaf via Unsplash

Inaugurado em 2005, o Instituto Inhotim é uma verdadeira joia do Brasil. Isso porque ele é considerado um dos maiores e principais museus de arte contemporânea do país. São 140 hectares, 22 pavilhões com exposições impressionantes e dezenas de esculturas ao ar livre.

Além disso, seu paisagismo é uma atração à parte. Caminhar por ali é uma experiência bem difícil de descrever. O lugar é simplesmente maravilhoso. Apenas se permita vivenciar isso!

O acervo divide-se em obras e galerias permanentes e exposições temporárias. Além disso, você também pode passear no Jardim Botânico, que tem uma beleza exuberante. Acredite, dá vontade de passar dias por lá!

Ao total, são três rotas que você pode acompanhar: a rosa, a laranja e a amarela. É possível conhecer cerca de um circuito e meio por dia.

Saiba o que encontrar em cada circuito:

Rota Rosa

O rota rosa é uma dos minhas favoritas porque você entra em contato com a natureza de um jeito bem diferente.

Você pode escutar sons do solo através de uma profundidade de 200 metros, no pavilhão Doug Aitken, além de conferir imagens dos indígenas Yanomami pelos olhos da fotógrafa Cláudia Andujar. Além disso, no circuito rosa você também encontra:

  • Galeria Lago
  • Galeria Marcenaria
  • Centro de Educação e Cultura Burle Marx, onde você encontra o Yayoi Kusama
  • Galeria Doris Salcedo
  • Galeria Miguel Rio Branco
  • Restaurante Oiticica (falaremos dele mais adiante)
  • Galeria Claudia Andujar
  • Galeria Matthew Barney
  • Exposição Dan Graham.

Rota Laranja

No circuito Laranja, você irá passar por uma série de jardins temáticos, como o “Jardim de Todos os Sentidos”, o “Jardim Desértico” e o “Jardim de Transição”, além, é claro, das galerias e obras. Essas são algumas das atrações:

  • Galeria Lýgia Pape
  • Igrejinha
  • Vandário
  • Galeria Adriana Varejão
  • Dominique Gonzalez-Foerster
  • Olafur Eliasson
  • Galeria Valeska Soares
  • Viveiro Educador
  • Jardim de Todos os Sentidos
  • Jardim Desértico
  • Galeria Psicoativa Tunga
  • Galeria Galpão
  • Jorge Macchi
  • Rirkrit Tiravanija – “Palm Pavilion”
  • Galeria Marilá Dardot
  • Galeria Carroll Dunham
  • Chris Burden
  • Galeria Carlos Garaicoa
  • Giuseppe Penone
  • Galeria Cosmococa
  • Galeria Cristina Iglesias
  • Jardim Veredas

Rota Amarela

O circuito amarelo é uma das primeiras rotas que, em geral, os visitantes entram em contato. Como esse foi o primeiro circuito de Inhotim, você perceberá que é o que mais tem edifícios. Por isso, vale a pena se aventurar por eles!

As principais atrações são:

  • Galeria Praça
  • Galeria Rivane Neuenschwander
  • Largo das Orquídeas
  • Galeria Cildo Meireles
  • Galeria Fonte
  • Simon Starling – “The Mahogany Pavillon”
  • Cildo Meireles – “Immensa”
  • Galeria True Rouge
  • Amilcar de Castro – “Gigante dobrada”
  • Galeria Mata

Quanto tempo ficar em Inhotim

Muitas pessoas que planejam sua viagem para Inhotim, principalmente quando vêm de Belo Horizonte, se perguntam quanto tempo ficar no local.

Você pode até ir apenas para um bate e volta, mas a verdade é que o Instituto é grande e vale a pena reservar mais tempo para conhecer bem o lugar. Um dia dá para matar a curiosidade, bater umas fotos legais e ter um dia incrível. Agora, se você gosta de arte, então é interessante programar dois dias para se aventurar por lá.

Para ganhar tempo enquanto você visita os prédios do Instituto, você pode até alugar um carrinho particular com motorista (R$ 480 o dia ou R$160 a hora) ou então pegar um coletivo com rotas pré-determinadas, que custa em torno de R$30,00.

INGRESSO INHOTIM: QUANTO CUSTA E ONDE COMPRAR

Instituto Inhotim em Minas Gerais

Foto: Cecilia Skaf via Unsplash

O ingresso para conhecer o Instituto Inhotim custa R$44,00 (a inteira) e vale cada centavo. Entretanto, você também pode fazer a sua visita sem pagar nada. Para isso, basta fazer a sua visita em uma quarta-feira (exceto feriados). Obviamente, nesse dia o parque fica um pouco mais cheio.

Para garantir o seu ingresso gratuito, você precisa acessar o site Sympla e retirar o seu ingresso antecipado. Agora, caso você vá em outro dia, também consegue fazer a compra online do seu ingresso. Para isso, basta acessar o site oficial de Inhotim.

Também é possível comprar os ingressos diretamente do local. Mas nesse caso, tente chegar cedo para evitar grandes filas. Em geral, a partir das 10h da manhã as filas ficam maiores.

Em dias de semana, o parque abre às 9h30 e fecha às 16h30. Aos finais de semana e feriados, o horário de fechamento é 17h30. Como é uma área grande, é importante chegar cedo também para aproveitar melhor o passeio!

Particularmente, eu prefiro comprar o ingresso online. Assim, eu evito pegar as filas que, como eu disse, podem ser bem grandes dependendo do horário que você chegar lá.

E atenção à meia-entrada, pois no Instituo Inhotim ela é bem ampla. Confira quem tem direito:

  • Crianças entre 6 a 12 anos;
  • Estudantes;
  • Idosos acima de 60 anos;
  • Pessoas com deficiência (e seus acompanhantes);
  • Professores das redes pública e privada de ensino;
  • Funcionários da VALE;
  • Clientes FIAT CLUB PREMIUM com direito a um acompanhante;
  • Pessoas que participam do Clube de Assinantes Estado de Minas com direito a um acompanhante.
  • Portadores do ID Jovem.

ATENÇÃO: em razão das constantes alterações das medidas de restrição para coibir a propagação do COVID-19, recomendamos a consulta ao site oficial do Instituto Inhotim previamente à visita.

COMO CHEGAR EM INHOTIM

Brumadinho

Foto: Mario Gogh via Unsplash

Existem algumas formas de chegar em Inhotim para quem sai de Belo Horizonte. Confira a seguir!

Transfer de Belo Horizonte para Inhotim

Para quem sai de Belo Horizonte, há duas opções de “transfers” que saem da capital mineira direto para Inhotim.

A primeira é uma van, da empresa Belvitur, que tem ponto de partida no bairro do Savassi, mais especificamente na frente do hotel Holiday Inn. O horário é sempre o mesmo, 8h30, mas sempre vale dar uma conferida no site oficial. O valor da ida e volta é R$66.

Outra opção é pegar um ônibus executivo da Saritur que sai as 9h15 da Rodoviária de Belo Horizonte (e chega mais ou menos 10h em Inhotim). A volta é no horário de fechamento do parque (16h30 nos dias da semana e 17h30 nos finais de semana e feriados).

Se você vai passar a noite em Brumadinho pode ser mais interessante ir de ônibus, já que tem mais espaço para guardar as malas.

Belo Horizonte para Inhotim de carro

Agora, se você dirige e vai aproveitar para conhecer outras cidades como Ouro Preto, Mariana, Tiradentes, Diamantina ou até mesmo Capitólio, vale muito mais a pena alugar um carro!

Colocando tudo na ponta do lápis, você verá que gastará um valor considerável com o transporte entre as cidades. Além disso, ter um carro à disposição garante muito mais liberdade.

Na nossa parceira Rent Cars você pode cotar o valor de todas as locadoras e alugar um carro com desconto.

Para ir de carro, você precisa pegar a BR 381, que é a Fernão Dias sentido São Paulo mesmo! Como a saída para Inhotim e Brumadinho é bem sinalizada, você não vai errar. Mas, de qualquer forma, lembre-se que são, mais ou menos, 60km.

Rota para quem gosta de curtir a paisagem

Tem outros caminhos bem interessantes para quem gosta de curtir uma vista panorâmica. Mas eles só são indicados mesmo para quem não tem pressa, já que é um pouco mais longe. Independentemente da sua escolha, o caminho, nesse caso, é pela BR 040.

A primeira rota é pela Serra da Rola-Moça e, já adianto, são mais ou menos 15km de estrada de terra. Na BR 040, você vai seguir sentido Rio de Janeiro até sair no Posto Chefão. Em seguida, você precisa seguir a Casa Branca, onde terá uma sinalização bem clara sobre Brumadinho.

Outra opção com uma vista linda, mas sem estrada de terra, é a Serra da Moeda. Nesse caso, você precisa pegar a BR 040 até o trevo para Itabirito e Ouro Preto. Ali no trevo, não tenha medo de errar, porque haverá, também, uma sinalização para Inhotim.

ONDE SE HOSPEDAR EM INHOTIM

Onde ficar em Inhotim

Foto: Getty Images

Se você decidir ficar mais do que um dia em Inhotim, então vale muito a pena se hospedar em Brumadinho.

Nesse caso, você pode ir direto para o Instituto, deixar suas malas no carro ou no guarda-volumes do parque (ele é gratuito) e fazer o seu check-in no hotel apenas depois do passeio. No dia seguinte, você já faz o check-out antes do passeio, repete o mesmo procedimento e depois da visita já volta direto para Belo Horizonte.

Se você também vai conhecer Ouro Preto, então pode fazer essa pausa para visitar Inhotim antes de seguir para lá. Nesse caso também vale a pena se hospedar em Brumadinho.

Outra vantagem de se hospedar perto de Inhotim é que as pousadas são um charme à parte! A seguir, vou compartilhar duas opções de hospedagens incríveis para ficar durante sua visita ao Instituto Inhotim.

Pousada Dona Carmita

Uma das hospedagens mais próximas ao Instituto é a Pousada Dona Carmita, que fica a mais ou menos 4km do complexo. O atendimento da pousada é bem mineiro, cheio de hospitalidade e cuidado! E você fica acomodado em um dos 19 Chalés aconchegantes da pousada. A pousada fica bem encostada na serra Parque Estadual do Rola Moça, então a natureza já é um ponto muito positivo. Mas, por outro lado, as atrações não param por aí! Você ainda conta com piscina e sauna!

Nossa Fazendinha

Outra hospedagem que merece a sua atenção, sobretudo se você tiver crianças, é a Nossa Fazendinha. Além da natureza, você ainda tem um espaço para crianças e muitos animais. Certamente, elas irão se divertir!

As acomodações também são em chalés bem aconchegantes e você tem três opções, inclusive uma delas é ideal para quem vai em família e, mesmo assim, não quer abrir mão da privacidade.

Lá, você também encontra um restaurante e um empório, caso queira levar alguns dos produtos caseiros ou típicos da região.

ONDE COMER EM INHOTIM

Se tem uma coisa que você não vai passar em Inhotim, é fome. Apesar de não poder entrar com petiscos, bebidas ou snacks no Instituto, você encontra boas opções para comer por lá, inclusive para experiências gastronômicas mais requintadas.

Lá, você encontra de restaurantes mais luxuosos até uma hamburgueria. Ou seja, tem opções para todos os gostos. Confira as opções:

Restaurante Tamboril: Buffet livre. Ele é integrado aos jardins do Instituto e tem opção de buffet livre por R$79,90 normalmente e de R$69,90 na quarta-feira (inclui sobremesa).

Restaurante Oiticica: Self-service por kg. Um pouco mais simples, mas também delicioso. Se você quer economizar, pode ser uma boa opção. O valor é de R$69/kg normalmente, exceto na quarta-feira, quando o valor é R$59/kg.

Hamburgueria: localizado no meio da rota laranja, oferece hambúrguer artesanal com opção de lanches vegetarianos também.

Além disso, você ainda tem casas de sucos e cafés ao longo do Instituto.

Dicas extras para quem quer conhecer Inhotim

Museu em Brumadinho, Minas Gerais

Foto: Carolina Munemasa via Unsplash

Roupas e sapatos confortáveis são essenciais para aproveitar bem a sua visita. Em dias ensolarados leve, também, protetor solar, já que você vai andar bastante na área de 140 hectares.

Além disso, muita gente não sabe, mas Inhotim tem duas obras de arte com piscina em que você pode, literalmente, mergulhar na instalação. Uma é coberta e fica no pavilhão Cosmococa, dos artistas Hélio Oiticica e Neville D’Almeida, e a outra, na área externa do mesmo pavilhão, mas pelas mãos do artista Jorge Macchi.

Então já sabe, leve roupas de banho! Ah, e não se preocupe, pois o Instituto oferece toalhas, vestiários e até mesmo salva-vidas.

Outra coisa: aproveite para fazer o download do mapa do parque no site oficial. Ele irá ajudá-lo demais na hora de se localizar pelo Instituto!

Agora que você já leu tudo o que precisa saber antes de conhecer Inhotim, já pode fazer as malas e agendar a sua visita. Depois, não esqueça de compartilhar com a gente como foi o seu passeio, ok?

Tags:    

«
»