TOPO

“Paris Museum Pass e Paris Pass valem a pena?”

Você já deve ter ouvido falar sobre os passes turísticos pela capital francesa, mas sabe a diferença entre eles? O Paris Pass vale a pena? E o Paris Museum Pass? 

As respostas são relativas e dependem de algumas variantes. A seguir, vamos falar sobre elas e te ajudar a entender se os passes são, ou não, vantajosos para você.


Planejando uma viagem para Paris? Não esqueça de contratar o seu seguro viagem obrigatório! Faça uma cotação com as melhores seguradoras através da Seguros Promo e use o cupom VIAJAQUEPASSA5 para receber 5% de desconto.


PARIS MUSEUM PASS E PARIS PASS VALEM A PENA?

Pariss Pass vale a pena?

Foto: Getty Images

A primeira coisa para entender sobre os “city cards” disponíveis em Paris é que não existe um, mas vários tipos de passes. Os mais famosos são provavelmente o Paris Travel Card, Paris Attractions Pass, Paris Museum Pass e Paris Pass.

Pra entender melhor, aqui você confere as principais características de cada um deles:

Paris Travel Card:

  • Também chamado de Paris Visite, inclui transporte ilimitado em todas as redes de transporte público na região central de Paris (zonas 1 a 3) ou de toda a Île-de-Francez (zonas 1 a 5) por 1, 2, 3 ou 5 dias consecutivos. Você pode comprá-lo nas bilheterias ou máquinas das estações de metrô.

Paris Attractions Pass:

  • Inclui o acesso a 13 atrações e experiências em Paris, como cruzeiro pelo Sena, passeio de um dia em ônibus Hop-On-Hop-Off, degustação de vinhos no Les Caves du Louvre e trenzinho pelas ruas do Montmartre, dentre outras atividades. Contudo, o passe não pode ser comprado separadamente, pois é incluso no Paris Pass.

Paris Museum Pass:
  • Oferece entrada gratuita em mais de 50 museus e monumentos em Paris e nos arredores, incluindo alguns dos mais famosos, como o Museu do Louvre, o Museu d’Orsay e o Palácio de Versalhes. Está disponível para 2, 4 ou 6 dias consecutivos.
Paris Pass:
  • O mais completo de todos, reúne o Paris Travel Card (apenas para a região central – zonas 1 a 3), o Paris Attractions Pass e o Paris Museum Pass. Esse passe está disponível para 2, 3, 4 ou 6 dias consecutivos.

Agora que já deu pra ter uma noção geral de cada um dos passes, vamos falar melhor dos principais, que são o Paris Museum Pass e o Paris Pass, com todas as dicas para você não cair em roubadas.

PARIS MUSEUM PASS

O Paris Museum Pass vale a pena?

Benefícios do Paris Museum Pass

Como o próprio nome diz, esse é um cartão turístico que engloba principalmente museus e monumentos. Quase todas as atrações pagas tidas como “imperdíveis” na capital francesa estão incluídas nesse passe, por isso ele é especialmente vantajoso para uma primeira viagem a Paris.

Confira 17 atrações em Paris que são imperdíveis e saiba onde se hospedar na capital francesa

Além disso, outra vantagem é fugir das filas das bilheterias, que nas atrações mais famosas podem ser bem grandes.

Ao todo, são mais de 50 atrações abrangidas pelo Paris Museum Pass. Confira algumas das principais atrações incluídas no passe:

  • Museu do Louvre;
  • Arco do Triunfo;
  • Museu Picasso Paris;
  • Centro de Pompidou;
  • Museu Picasso;
  • Panteão;
  • Musée de l’Armée;
  • Museu d’Orsay;
  • Museu Rodin;
  • Palácio de Versalhes e Trianon;
  • Abadia Real de Chaalis;
  • Castelo de Vincennes.

Quanto custa o Paris Museum Pass

O preço do Paris Museus Pass vai depender do número de dias escolhidos, mas vale lembrar que eles serão necessariamente consecutivos. Abaixo você confere os valores* de cada plano:

  • 2 dias de Paris Museum Pass: € 52
  • 4 dias de Paris Museum Pass: € 66
  • 6 dias de Paris Museum Pass: € 78

* Os valores de referência são para adultos, mas há tarifas reduzidas para jovens e crianças.

O Paris Museum Pass vale a pena?

A resposta para essa pergunta é muito relativa e depende do seu perfil e roteiro da viagem.

Exemplo 1:
  • Vamos supor que em 2 dias você visitará o Museu do Louvre, o Museu de Orsay, o Arco do Triunfo e o Centro de Pompidou. Os bilhetes para essas atrações custam € 17, € 14, € 12 e € 14, respectivamente. Somando tudo, você gastaria € 57 nos bilhetes*. Ou seja, você teria uma economia de € 5 com o Paris Museum Pass de 2 dias.

Exemplo 2:

  • Mantendo esse mesmo ritmo de duas atrações por dia, vamos supor agora que em 4 dias você visitará o Museu do Louvre, o Museu de Orsay, o Arco do Triunfo, o Centro de Pompidou, o Museu Rodin, o Panteão, o Museu Picasso e o Palácio de Versalhes + Trianon. Nesse caso, o custo individual dos ingressos* seria de € 17, € 14, € 12, € 14, € 12, € 14, € 11,50 e € 20, respectivamente. Na soma total, o custo seria de € 114,50. Portanto, comprando o Paris Museum Pass de 4 dias você teria uma expressiva economia de € 48,50!

Claro que os exemplos são a simulação de apenas dois casos hipotéticos e a conta pode variar muito. Por isso, a dica é listar todas as atrações que você quer conhecer na sua viagem e calcular quanto tempo levaria para conhecer cada uma delas. A partir disso, é possível fazer as contas e concluir se o Paris Museum Pass é, ou não, vantajoso para você.

Por outro lado, também há quem opta pelo passe sem se preocupar com o seu benefício financeiro, simplesmente para não ter que pegar filas ou comprar todos os ingressos online com antecedência. Se é o seu caso, certamente o conforto compensará.

* Todos os valores consideram a tarifa inteira adulta.

PARIS PASS

O Paris Pass vale a pena?

Benefícios do Paris Pass

O Paris Pass é um passe mais completo, já que além de incluir o Paris Museum Pass, com todos os benefícios listados acima, também abrange o Paris Travel Card, o Paris Attractions Pass e ainda inclui descontos em algumas lojas e restaurantes.

Mas é bom ficar atento a algumas pequenas pegadinhas!

A primeira é que o Paris Travel Card incluso no Paris Pass abrange somente a região central de Paris (zonas 1 a 3). Portanto, quem vai para Versalhes, por exemplo, terá que comprar a passagem de trem separadamente.

A segunda é que, apesar de não fazer muito sentido, o Paris Pass de 3 dias garante o Paris Museum Pass por apenas 2 dias. O mesmo não acontece com o Paris Pass de 2, 4 e 6 dias, casos em que o Paris Museum Pass contempla todo o período do passe.

Quanto custa o Paris Pass

O preço do Paris Pass depende, igualmente, do número de dias escolhido – que também devem ser consecutivos. Abaixo você confere os valores* de cada plano:

  • 2 dias de Paris Pass: € 130
  • 3 dias de Paris Pass: € 156
  • 4 dias de Paris Pass: € 192
  • 6 dias de Paris Pass: € 224

* Os valores de referência são para adultos, mas há tarifas reduzidas para jovens e crianças.

O Paris Pass vale a pena?

Para saber se o Paris Passa vale a pena, é importante primeiro abordar alguns tópicos.

Pra começar, vamos falar sobre o Paris Travel Card, que é mais conhecido como Paris Visite e também é vendido separadamente pelo sistema de transporte público de Paris.

A verdade é que esse passe não é lá dos mais vantajosos. Para se ter uma ideia, o passe de 1 dia é vendido a € 12, enquanto uma passagem única custa € 1,90. Com isso, o passe somente traz benefícios para quem faz 7 ou mais viagens em um único dia.

Claro que o valor do passe é reduzido na medida que mais dias são adicionados, mas ainda assim existem outros tipos de abono mais interessantes. De todo modo, ele não deixa de ser um benefício do Paris Pass.

No que diz respeito ao Paris Museum Pass, já falamos das suas vantagens anteriormente.

Porém, o que realmente pode fazer a diferença no Paris Pass é adição do Paris Attractions Pass. Lembra dos dois exemplos que demos sobre o Paris Museum Pass? Vamos adaptar as duas situações.

Exemplo 1:
  • Vamos supor que a mesma pessoa do exemplo 1, além de visitar os 4 museus no valor de € 57, também fará um passeio de cruzeiro no Sena (€ 15) e um tour com o ônibus Hop-on-Hop-Of (€ 38), tudo isso em 2 dias. Pagando tudo individualmente, ela gastaria € 110 mais alguns bilhetes com transporte público (que provavelmente não passariam de € 10). Como o Paris Pass de 2 dias custa € 130, essa pessoa teria prejuízo com ele.
Exemplo 2:
  • Agora, supondo que a pessoa do exemplo 2, além de visitar os 8 museus no valor de € 114,50, também fará o cruzeiro no Sena (€ 15), tour com Hop-on-Hop-Of (€ 38), degustação de vinhos no Les Caves du Louvre (€ 32) e trenzinho pelas ruas do Montmartre (€ 7) – tudo em 4 dias -, a conta seria de € 206,5 + custos com transporte público. Como o Paris Pass de 4 dias custa € 192, essa pessoa pouparia €14,50, além de economizar com transporte.

Por isso, o que vai dizer se o Paris Pass é vantajoso para você é o seu roteiro.

ONDE E COMO COMPRAR O PARIS PASS E O PARIS MUSEUM PASS

Apesar de o Paris Museum Pass estar incluso no Paris Pass, os dois passes não são administrados pela mesma empresa. Por isso, os locais de compra e retirada são diferentes.

Comprando o Paris Museum Pass

O Paris Museum Pass pode ser comprado online no Site Oficial de Turismo de Paris ou com a nossa parceira e revendedora autorizada Get Your Guide. Comprando da nossa parceira, você ajuda a manter a produção de conteúdos honestos e de qualidade aqui no blog.

 

Após a compra, você receberá um voucher e deverá retirar o seu cartão munido de um documento de identificação em um dos seguintes locais:

  • Ponto de Informação Hôtel de Ville: 29 rue de Rivoli, Paris (metrôs 1 ou 11: Hôtel de Ville) – aberto das 10h às 18h
  • Ponto de Informação Gare du Nord: 18 rue de Dunkerque, Paris (metrôs 4 ou 5: Gare du Nord) – aberto das 9h às 16:30h

Você também poderá receber o seu seu cartão em casa ou no seu hotel em Paris, mas pagará uma salgada taxa de entrega.

Outra opção é comprar diretamente em Paris nos inúmeros pontos de venda descritos no site oficial do passe.

Comprando o Paris Pass

O esquema de compras no Paris Pass é semelhante ao do Paris Museum Pass. É possível comprar no site oficial e a retirada é feita em um dos seguintes locais:

A compra presencial também pode ser feita nos mesmo locais de retirada.

COMO ATIVAR OS CARTÕES

A ativação dos cartões não tem nenhuma complicação.

Para ativar o Paris Museum Pass, anote o seu nome completo e a data do primeiro dia de seu uso no verso do cartão – a ativação é automática e ocorre no primeiro museu visitado.

A ativação do Paris Pass também será feita na primeira atração. Mas nesse caso você também receberá o cartão do Paris Visite/Paris Travel Card, que precisa conter o seu nome e data de ativação.

IMPORTANTE: a validade do Paris Pass considera dias inteiros! Logo, é melhor começar a usá-lo pela manhã.

Pesquise e economize!

Como você viu, o Paris Pass e o Paris Museum Pass oferecem diversas vantagens, mas nem sempre são as opções mais econômicas. Como cada viagem é diferente, o segredo é listar todas as atrações que você quer incluir no roteiro e comparar os valores.

Para quem irá apenas “flanar” por Paris, sem um roteiro pré-definido, os cartões podem ser uma armadilha. Porém, se você precisa otimizar o seu tempo e sabe exatamente quais atrações visitará, tanto o Paris Museum Pass quanto o Paris Pass são opções interessantes.

Coloque tudo na ponta do lápis e perceba o que faz mais sentido na sua viagem!

Tags:    

«
»