TOPO

“O que fazer em Madri: 11 atrações pra colocar no roteiro”


Multicultural, cheia de vida e com inúmeras atrações históricas, é fácil se encantar pela capital espanhola. A cidade transborda cultura e tem opções bem variadas, com atrações para todos os gostos. Se você está planejando a sua viagem e ainda não sabe o que fazer em Madri, então, nós vamos te ajudar.

Palácios, museus, parques, praças, monumentos, mercados, feiras e bairros descolados. A lista de o que ver na cidade é longa, mas a boa notícia é que a maioria delas fica próximo ao centro e de fácil acesso a pé. Isso facilitará muito a sua visita!

A seguir, confira a nossa lista com 11 atrações imperdíveis para colocar no seu roteiro de Madri!

O QUE FAZER EM MADRI: 11 ATRAÇÕES IMPERDÍVEIS NA CAPITAL DA ESPANHA

1. Puerta del Sol

Estátua do

Foto: Getty Images

Considerada o coração de Madri, a praça Puerta del Sol marca o quilômetro zero da Espanha, onde se iniciam as principais rodovias do país. Também é onde está a estátua “O Urso e o Medronheiro” (Oso y el Madroño) que é símbolo da cidade.

Ao redor da praça, você encontrará diversas lojas, bares e restaurantes. Além disso, esse é um importante ponto de conexão na cidade, pois conta com 3 linhas de metrô e várias paradas de ônibus.


Leia também: 


2. Plaza Mayor

Estátua do rei Felipe III na Plaza Mayor de Madri

Foto: Getty Images

A Plaza Mayor é uma das principais atrações de Madri e está localizada no coração da cidade. A praça medieval já sobreviveu a 3 incêndios e foi palco de diversos acontecimentos – desde espetáculos até touradas e atos da inquisição.

É uma praça grandiosa, simétrica, totalmente cercada por prédios de 3 andares e com 9 pórticos de entrada. No centro, está uma imponente estátua do rei Felipe III, rei da Espanha e Portugal de 1568 a 1621.

Ao redor, estão lojinhas de souvenires, além de vários bares e restaurantes. Mas atenção: são locais mais turísticos e, por isso, com preços mais elevados.

3. Palácio Real

Facjada do Palácio Real em Madri, na Espanha

Foto: Getty Images

Construído em meados do século 18, o imponente Palácio Real é considerado o maior da Europa!

Também chamado Palácio de Oriente, tem uma área de 135 000 m² e 3418 quartos. Além disso, possui diversas salas, como a Sala do Trono Real, a Sala dos Alabardeiros e o Salão de Baile. Seu interior é suntuoso, com muitas tapeçarias, mobiliários e obras de artes de artistas famosos, como Velázquez e Goya.

Apesar de ser a residência oficial do rei da Espanha, o edifício hoje é usado apenas para cerimônias e eventos oficiais.

A fila da bilheteria costuma ser bem grande, principalmente na alta temporada, por isso a dica é comprar online com antecedência. 

Aproveite para visitar os Jardins de Sabatini, localizado ao norte do palácio. É um lindo espaço verde, com estilo neoclássico, repleto de fontes e esculturas. A entrada é gratuita e o local é ideal para descansar num dia quente. Nos meses de verão, o lugar também recebe diversos espetáculos.

4. Gran Vía

Gran Vía iluminada na noite madrilenha

Foto: Getty Images

Considerada a “Broadway madrilenha”, a Gran Vía é a principal avenida da cidade, sendo um importante centro comercial e turístico. Ela liga o centro de Madrid, na Rua Alcalá, até o noroeste da cidade, então prepare-se para caminhar bastante.

A avenida é repleta de lojas, que vão das boutiques de luxo até as fast fashions, como H&M e Zara. Você também verá teatros, cinemas e muitos edifícios históricos, como o Edifício Metropolis, um dos primeiros arranha-céus da cidade.

5. Parque El Retiro e Puerta de Alcalá

Lago do Parque El Retiro em Madri, na Espanha

Foto: Getty Images

O Parque El Retiro é um dos pulmões verdes da capital espanhola. É o local ideal para relaxar e fazer um piquenique, principalmente nos meses mais quentes. Tem jardins lindos, um belo lago com pedalinho, quiosques e sorveterias. Além disso, também é onde está o Palácio de Cristal, um pavilhão de ferro que abriga exposições.

Logo na saída do parque está a Plaza de la Independencia, onde fica a Puerta de Alcalá, monumento construído em 1778 e que era uma das 5 portas de entrada da cidade. A construção tem dois lados, um diferente do outro.

6. Templo de Debod

Templo de Debod

Foto: Getty Images

Você já imaginou encontrar um templo egípcio em plena capital espanhola? Pois saiba que ele existe!

O Templo Debod tem mais de 2000 anos e foi um presente do Egito para Madri como agradecimento à participação da Espanha durante os ataques na região de Núbia.

O lugar é lindo e a visita é gratuita. Além disso, tem uma bela vista da cidade. Se puder, vá para ver o pôr do sol.

7. Triângulo de Ouro das Artes

Museu del Prado

Foto: Getty Images

É claro que uma cidade como Madri tem muitos museus. Os 3 principais museus da cidade são o Museu do Prado, o Reina Sofia e o Thyssen-Bornemisza. Juntos eles formam o Triângulo de Ouro da Arte.

Para evitar filas, o ideal é comprar as entradas online antecipadamente. Você pode optar pelo cartão Paseo del Arte, que custa 35 € e garante a entrada aos 3 museus, ou visitar apenas o que mais lhe interessar.

Museo del Prado

Considerado o mais importante centro de artes da Espanha, o museu tem 200 anos de história e abriga uma das maiores coleções de arte europeia do mundo. Você verá obras famosas, como Las Meninas, de Velázquez, além de obras de Goya, El Greco, Rubens e Bosch. A entrada custa €15 e você pode comprá-la online para evitar filas.

Museo Reina Sofia

Esse é um museu de arte moderna, mais vanguardista que os outros dois. Tem uma vasta coleção e abriga obras importantes de artistas como Salvador Dalí, Joan Miró e Picasso. Uma de suas principais obras é ‘Guernica’, de Pablo Picasso. O ingresso, que também pode ser comprado online, custa €12.

Museo Thyssen-Bornemisza

O mais recente e menos conhecido dos museus abriga obras bem ecléticas, que vão do Renascimento até o século XX. Você poderá ver obras de Caravaggio, Rembrandt , Degas, Manet, Picasso e Van Gogh, por exemplo. Garanta a sua entrada online por €13.

8. Mercado de San Miguel

Fachada do Mercado de San Miguel em Madri

Foto: Getty Images

Se você gosta de viagens gastronômicas, então o Mercado de San Miguel é uma atração imperdível. Localizado a cerca de 200 m da Plaza Mayor, o mercado gourmet tem por volta de 30 estabelecimentos, que vendem as tradicionais tapas espanholas, sangrias, vinhos, cervejas e doces.

O local é bem turístico, então prepare-se para pagar mais. Mesmo assim vale a visita, pelo menos para provar algumas tapas locais. Está sempre cheio, então é recomendável ir mais cedo.

9. Churros da Chocolatería San Ginés

Churros da Chocolateria San Giné, em Madri

Foto: Getty Images

O churros é um dos doces mais populares da Espanha. É geralmente servido sem recheio, acompanhado de um chocolate quente bem e espesso. Você não pode visitar o país sem provar essa delícia! E um dos melhores locais para fazer isso em Madri é na Chocolateria San Ginés.

Fundada em 1894, essa é a churreria mais tradicional da cidade. A porção com 6 churros e o chocolate custa € 5,90, mas há também outras deliciosas opções no cardápio.

O lugar costuma encher bastante, então vá preparado para pegar fila. Mas, felizmente, o atendimento costuma ser rápido.

10. La Latina e Mercado El Rastro

Mesas de restaurantes do bairro La Latina, em Madri

Foto: Jon Jackson via Flickr

A dica agora é para visitar o bairro mais boêmio de Madri, que tem origem medieval. Localizado no centro, próximo a Plaza Mayor, o La Latina tem ruas estreitas, ladeiras, chão de pedra e construções antigas. É muito frequentado por locais e por turistas, principalmente devido aos inúmeros bares e tabernas tradicionais.

A rua Cava Baja, por exemplo, é um corredor cheio de barzinhos, assim como a Cava Alta. É o lugar ideal para quem quer mergulhar na cultura das tapas espanholas, os típicos aperitivos.

Vá durante o dia para admirar o local e à noite para comer, mas chegue cedo porque o bairro ferve, principalmente ao anoitecer e aos finais de semana.

Também é em La Latina que se encontra o El Rastro, o famoso mercado de pulgas que acontece todos os domingos pela manhã. Você encontrará de tudo por lá: livros, roupas, souvenirs, discos de vinil, antiguidades e muito mais.

11. Barrio de Las Letras e Plaza de Santa Ana

Barrio de Las Letras e Plaza de Santa Ana

Foto: Getty Images

A dica agora é de outro bairro, menos turístico que La Latina, porém muito charmoso. O Las Letras é um bairro antigo, boêmio, que já abrigou diversos escritores e artistas, como Miguel de Cervantes e Lope de Vega. Caso você queira, é possível visitar as casas-museu desses grandes nomes da literatura.

Mas não só isso, o lugar é repleto de construções tradicionais, livrarias, sebos, restaurantes típicos e lojas. Aproveite para visitar a Plaza de Santa Ana, muito frequentada pelos madrilenhos, e as suas várias opções gastronômicas.

ONDE SE HOSPEDAR EM MADRI

Centro histórico de Madri

Centro histórico de Madri | Foto: Getty Images

Na hora de planejar o seu roteiro em Madri, escolher o lugar certo para se hospedar é fundamental para otimizar a viagem.

A cidade tem várias regiões funcionais para os turistas, que atendem a diferentes perfis. Para facilitar, recomendo o Centro Histórico, que engloba a Plaza Puerta del Sol, Plaza Mayor e Gran Vía.

Apesar de ser uma região disputada, é possível encontrar opções com bom custo-benefício na área. Porém, tenha em mente que as hospedagens em toda a Espanha possuem um valor elevado. Para conseguir boas ofertas, procure reservar com antecedência.

A seguir, confira algumas sugestões de hospedagem bem localizadas no Centro Histórico de Madri:

Econômico

  • TOC Hostel Madrid: a apenas 120 m da Puerta del Sol e perto das principais atrações da cidade, essa é uma opção eonômica, mas moderna e elegante. Além dos quartos compartilhados, também tem a opção de quartos privativos;
  • B&B Hotel Madrid Centro Plaza Mayor: para quem não gosta de compartilhar o quarto, é uma boa opção de hotel simples, mas confortável.

Bom custo-benefício

  • Francisco I Boutique: opção ideal para quem busca comodidades com bom custo-benefício. Básico e elegante, conta com vários serviços e ainda oferece buffet de café da manhã. Está localizado a 250 m da Plaza Mayor e a 500 m do Palácio Real;
  • Intelier Palacio San Martin: a apenas 200 m da Gran Vía, oferece várias comodidades, como café da manhã no quarto, bar e um restaurante com cozinha internacional.

Conforto

  • Pestana Plaza Mayor Madrid: ideal para quem busca um pouco mais de luxo e está disposto a pagar mais por isso. Localizado a 600 metros da Puerta del Sol, tem muitas comodidades, como piscina, spa e academia. Além disso, serve um excelente buffet de café da manhã diariamente;
  • Petit Palace Posada del Peine: outra boa alternativa, ocupa um edifício histórico do séc. XVII, ao lado da Plaza Mayor, e é o hotel mais antigo da Espanha. Oferece iPads gratuitos mediante solicitação e uso gratuito de bicicletas.

Colado no Centro Histórico, Las Letras também é um bairro bem localizado e de fácil acesso, perfeito para ir aos pontos turísticos. Caso você queira fugir do burburinho dos turistas, Atocha, El Retiro, Chueca e Malasaña são boas opções.

No nosso post sobre onde se hospedar em Madri, você poderá conferir mais detalhes de cada um dos bairros citados e a nossa seleção de hotéis recomendados.

Aproveite Madri

Madri é uma cidade fácil de se locomover, com a maioria das atrações e pontos turísticos perto uns dos outros. Então, com um bom planejamento é possível visitar tudo o que você desejar.

Mais do que saber o que fazer em Madri, a dica é: aproveite a cidade, sua arquitetura, cultura e boa comida. Você não vai se arrepender!

 

Você sabia?

O Viaja que Passa ganha uma pequena comissão a cada reserva que você faz através dos links dos nossos parceiros. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a continuar publicando conteúdos autorais e imparciais para ajudar na sua viagem!

Tags:  

«