TOPO

“Dicas de Gramado e Canela: o que você precisa saber”

O que é preciso saber antes de preparar as malas para a Serra Gaúcha? Além dos principais pontos turísticos, é importante saber como chegar, quando ir, quanto tempo ficar e outras informações importantes. Nesse post te conto tudo o que você precisa saber, com muitas dicas de Gramado e Canela!

QUANDO IR PARA GRAMADO E CANELA

Dicas de Gramado e Canela

Foto: Marco Luigi

Sem dúvida, a melhor época para visitar a região é no inverno, pois o frio é o grande charme. Por outro lado, é também alta temporada, quando há muito mais movimentação. Além disso, o valor das diárias nas hospedagens acaba aumentando.

Sendo assim, a dica para quem deseja economizar e fugir das filas em Gramado e Canela é evitar os meses entre junho e agosto. Nesse caso, o ideal são os meses de maio, setembro ou outubro.

A Páscoa também é uma boa época para visitar a região, que é sede de várias fábricas de chocolate. Algumas delas inclusive oferecem tour personalizado! Porém, saiba que a Páscoa é a segunda época mais movimentada do ano, por isso não terá como fugir das filas.

Outra data marcante é em agosto, quando acontece o famoso Festival de Cinema de Gramado. Além dos artistas que circulam, muitos turistas também passam pela cidade. Então, se você deseja tentar uma foto com aquele ator que ama, pode ser a sua chance!

Já no fim do ano há o Natal Luz em Gramado. Aqui, vale lembrar que a região também é conhecida pelo Parque do Papai Noel, por isso durante essa época o encanto aumenta. O Natal Luz conta com várias atrações temáticas na cidade, que fica completamente enfeitada.

CLIMA EM GRAMADO E CANELA

Outra dica de Gramado e Canela que você deve prestar atenção é se atentar ao clima. Se não estiver acostumado ao frio e quiser curtir o inverno na região, a minha sugestão é simples: prepare a mala!

O inverno mais rigoroso é entre o fim de julho e agosto. É nessa época que as temperaturas dificilmente ultrapassam 20°C ao longo do dia, ficando entre 10°C e 15°C. É claro que durante a noite cai mais ainda e pode até ficar negativa de madrugada.

Já na primavera as temperaturas melhoram e o sol é bem agradável. O verão é mais quente e os termômetros ficam normalmente entre 17°C e 26°C, com pouca chuva.

Mas e a neve? Bom, muitos turistas se dirigem para Gramado e Canela no inverno na esperança de ver a neve. Não é impossível que isso aconteça, mas por vezes há intervalos de até 3 anos na sua ocorrência. Porém, se você deseja arriscar, aposte entre julho e agosto para a visita!

COMO CHEGAR E SE LOCOMOVER EM GRAMADO E CANELA

A forma mais comum de chegar na Serra Gaúcha normalmente é pelo aeroporto de Porto Alegre. É claro que, em geral, os gaúchos e catarinenses fazem o trajeto de carro, mas os turistas de fora chegam pela capital. Há aeroporto também em Caxias do Sul, mas o valor das passagem normalmente não compensa para quem vem de outros estados. 

Então, para quem aterrissa na capital gaúcha, há três principais opções:

Transfer

A primeira delas é contratar um serviço de transfer, pois há vários disponíveis no próprio aeroporto. Aliás, talvez você encontre algumas pessoas oferecendo traslado logo que desembarcar!

O valor varia bastante, desde serviços mais básicos, por cerca de R$ 55 por pessoa, até outros mais sofisticados, por R$ 100. A diferença acaba sendo pouca pois a viagem é rápida, cerca de 2h30. Para grupos também pode haver descontos, mas a minha dica é garantir isso previamente.

Também vale pedir indicações para a sua acomodação. Alguns hotéis até possuem serviço próprio de transfer.

E como visitar a região sem carro? Isso exige um pouco mais de planejamento mas não é tão difícil, na verdade. Além de você encontrar vários passeios guiados nas empresas de turismo de Gramado e Canela, pode fazer muito a pé. Aliás, é provável que em Gramado você caminhe na maior parte do tempo!

Carro

A segunda opção é alugar um carro em Porto Alegre. Mas será que vale a pena? Vamos sempre lembrar que isso dá mais independência à viagem, o que é ótimo. Além disso, permite que você transite com liberdade entre as cidades.

Embora isso seja positivo, pense que ao visitar as vinícolas da região você não poderá beber, por exemplo. O mesmo acontece com o tour pelas fábricas de cerveja artesanal, bem famosas em Gramado.

Vale lembrar que alugar carro é um gasto a mais, mas se você considerar ele desde o início do planejamento da viagem, poderá facilitar muita coisa. Além disso, é a melhor opção para quem viaja em grupo, já que no fim das contas acaba sendo mais econômico. 

Ônibus

Há outras formas de ir ao seu destino? Sim! Um outra opção para chegar na região é o ônibus. Contudo, essa é uma opção que muitas vezes não vale a pena.

O ônibus sai da rodoviária de Porto Alegre. Então, se você vier do Aeroporto, terá que se locomover até lá primeiro. A empresa que faz o trecho é a Citral e a passagem mais barata custa R$41,15. Comparado com o transfer, pode não ser uma economia tão grande.

QUANTO TEMPO FICAR

Indico ficar pelo menos três noites para conhecer Gramado e Canela. Há muito para visitar, tanto entre os museus quanto nas ruas e parques, por isso dois dias é pouco. Porém, é claro que vale a pena se você tiver somente o final de semana, mas escolha o roteiro conforme as suas prioridades!

O lado positivo para quem pode ficar quatro ou cinco dias é de conferir atrações que são um “plus” na viagem. Isso inclui um passeio pelas vinícolas da região, a visita ao Snowland ou ainda pelos variados parques temáticos que há nas cidades.

Nesse post, você pode conferir o nosso roteiro completo para 3, 4 ou 5 dias em Gramado e Canela.

O QUE FAZER EM GRAMADO E CANELA

Seja para dois ou cinco dias, o importante é planejar bem o seu roteiro e com antecedência! Isso significa conhecer todas as melhores atrações da região para escolher as que mais interessam você.

A visita inevitável é o ponto principal de Gramado e que se vê logo ao chegar: a Avenida Borges de Medeiros. A partir dela você encontrará também a Rua Coberta, com os principais restaurantes.

Indo mais além encontrará também vários parques e espaços em meio à natureza entre as dicas de Gramado e Canela. Um dos principais é o Lago Negro, que recria os lagos alemães e conta com pedalinhos para andar.

Outra indicação é o Le Jardin Parque de Lavanda, onde você pode levar algumas mudas para casa e fazer uma parada no café. Já quem é fã de andar pela natureza ou esportes radicais deve incluir no roteiro o Parque Estadual do Caracol, em Canela.

E quanto aos parques temáticos? O mais famoso é o Mini Mundo, que recria muitos pontos icônicos ao redor do mundo em miniatura. Outro entre os meus preferidos é a Aldeia do Papai Noel, onde há visitação à Casa do Papai Noel e também à fábrica de brinquedos.

Para adultos e crianças há o Parque Terra Mágica Florybal, em Canela, com brinquedos radicais e inspiração no mundo dos dinossauros. E quem é fã de chocolate precisa passar pelo Mundo de Chocolate, onde o tema não poderia ser outro e você confere de perto a produção!

Há um museu em Gramado que é reconhecido em todo país e você também pode visitar: o Dreamland Museu de Cera. Além dele, se tiver um dia extra na viagem, passe pelo Parque Snowland, o lugar ideal para ver a neve e andar de esqui.

Neste momento você já deve ter notado que a diversidade de atrações é o que mais caracteriza Gramado e Canela. Se quiser ir além, visite as vinícolas das cidades de Bento Gonçalves e Garibaldi em um bate e volta.

Uma dica especial é o passeio no Trem Maria Fumaça, que é uma das experiências mais divertidas no sul! Você literalmente viaja em um trem antigo com inspiração italiana e alemã, misturando música, vinho e personagens que animam o trajeto. Para isso, deverá ir até Carlos Barbosa ou Bento Gonçalves, onde acontece o embarque.

Muitas pessoas também aproveitam para conferir os cânions em Cambará do Sul. A paisagem realmente impressiona no Parque Aparados da Serra e você encontrará muitas pessoas praticando esportes radicais.

Outro bate e volta charmoso é até Nova Petrópolis, uma cidade onde se sentirá no meio da Alemanha. Ela é pequena, mas vale a pena conhecer o seu centro e vários restaurantes!

E, para mais dicas de o que fazer em Gramado e Canela, não deixe de ler o nosso post com as 10 atrações imperdíveis das duas cidades. Clique aqui para conferir.

ONDE SE HOSPEDAR

Onde se hospedar é uma das minhas principais dicas de Gramado e Canela e é um dos pontos mais importantes da viagem, mas que também depende do seu orçamento. Conforme citei mais acima, quem deseja fugir das diárias mais caras deve evitar a alta temporada.

Felizmente, há opções de todos os tipos entre as dicas de Gramado e Canela quando o assunto é hospedagem. Mas fica uma dúvida: qual cidade vale mais a pena? Entenda que em Canela as diárias são mais em conta, mas em Gramado estão as principais atrações.

Além disso, a zona mais procurada é o centro de Gramado, próximo da Av. Borges de Medeiros. É claro que essa é a parte mais turística da região e evita que você precise sempre sair de carro, mas os valores são mais altos.

Confira algumas opções a seguir para ajudar você:

Hotel Casa da Montanha

Com serviço 5 estrelas e na avenida principal, possui um restaurante, piscina, lareira no lounge e outros luxos além da decoração de alto padrão.

Pousada Betânia

possui um estilo mais intimista e fica a 1,2 km do centro de Gramado ao lado do Mini Mundo e Lago Negro. Os quartos possuem frigobar e móveis em madeira.

Britanico Suítes e Hostel

Opção mais econômica a cerca de 800m da Rua Coberta e com temática inspirada no Reino Unido. Possui quartos privados e compartilhados, sendo um dos hostels mais indicados.

Hotel Serra Nevada

Hospedagem 4 estrelas com ótimo custo-benefício em Canela. Conta com sauna, piscina, bar e restaurante.

ONDE COMER

Uma das principais atrações na Serra Gaúcha é a gastronomia, especialmente no inverno. Além do café colonial, que é típico no Rio Grande do Sul, não posso deixar de fora das dicas de Gramado e Canela o fondue.

Na verdade, tudo o que tiver influência alemã e italiana é indicado para você procurar na região. Os melhores lugares estão na Rua Coberta, mas não se engane: não são os únicos na região.

Na gastronomia gaúcha o churrasco também é atração, e por isso você pode conferir a Churrascaria Chama de Fogo, no centro de Gramado. Ela é tradicional em toda região e atende muito bem quem é fã de carne.

Já o restaurante George III, na Av. Borges de Medeiros, é um dos mais sofisticados da cidade. A decoração encanta e é toda inspirada na Inglaterra imperial. A comida não fica para trás: o cardápio requintado vale muito a pena!

Para quem vai experimentar o fondue de Gramado, não deixe de visitar o Le Chalet de La Fondue. São muitas restaurantes especializados na cidade, mas esse tem um charme único e é super acolhedor. Aqui vai uma dica especial: o fondue de queijo é a especialidade da casa!

Em Gramado há também um Hard Rock Cafe. Os pratos com hambúrguer são os mais conhecidos e o espaço é realmente bonito. É claro que você deixa de lado um pouco a comida típica, mas pode aproveitar alguns shows de rock até mesmo a loja do local.

Prepare o seu roteiro!

Da gastronomia ao parques temáticas e festas como o Natal Luz, as dicas de Gramado e Canela são variadas. Mas o importante é você ter o seu roteiro claro: escolha conforme o seu gosto e tenha várias opções à disposição! Aproveite para compartilhar as dicas com os seus amigos e contar também a sua experiência na Serra Gaúcha.

Tags:     

«
»